05 abril 2020

This is micro-seaweed from 1 billion years ago! That makes it...



This is micro-seaweed from 1 billion years ago! That makes it the oldest known seaweed fossil (the previous-oldest was about 800 million years old). Named Proterocladus antiquus, they are barely visible without a microscope, at just 2 millimeters in length. That’s roughly the size of a flea.

Read More

Feminine Masculine Balance by Jacqueline McLeod

Read More

Barulho no céu do Brasil: Você ouviu? Explicação científica revela ligação com coronavírus

Com a pandemia de coronavírus se espalhando rapidamente pelo mundo, a população mundial permanece em isolamento social e é muito sensível às notícias que se referem a possíveis tragédias ou ao fim do mundo, como muitos dizem.

Quem entrou no Twitter neste sábado (4) notou a hashtag #barulhonoceu entre os assuntos mais comentados da rede social.

Entre os memes, teorias ligadas ao coronavírus e referências ao apocalipse, o fato é que inúmeros usuários de todas as regiões do país registraram, através de vídeos, áudios e mensagens, o misterioso boom de cima.

O coronavírus está indiretamente relacionado ao fenômeno da natureza

De acordo com especialistas sobre o assunto, o forte ruído está indiretamente ligado à pandemia do COVID-19, pois os níveis de poluição diminuíram devido à menor atividade de pessoas em todo o mundo todo.

“Com menos atividade e menor emissões de poluientes na atmosfera, é possível que isso tenha uma influência no momento dos gases”, dizem os especialistas.

Com relação ao que causa esse som, explica que – por mais curioso que pareça – o som é natural, embora raro, e há registros dele na Rússia desde 2012:

“O som ocorre quando os gases entram em contato com as mudanças na pressão atmosferica. Assim como acontece quando o ar sai de uma bexiga cheia ou de uma panela de pressão”, explica.

Você, o leitor, testemunhou um desses barulhos? Se sim, compartilhe conosco como foi essa experiência!

O post Barulho no céu do Brasil: Você ouviu? Explicação científica revela ligação com coronavírus apareceu primeiro em Arquivo UFO.



Read More

Pandemia de coronavírus está fazendo a Terra vibrar menos

As ruas da cidade, uma vez lotadas, agora estão vazias. O tráfego nas rodovias diminuiu ao mínimo. E cada vez menos pessoas podem ser encontradas circulando do lado de fora.

Medidas globais de contenção para combater a disseminação do coronavírus aparentemente tornaram o mundo muito mais silencioso. Os cientistas também estão percebendo.

Existe um beneficiário com o coronavírus: o planeta

Em todo o mundo, os sismólogos estão observando muito menos ruído sísmico do ambiente – ou seja, as vibrações geradas por carros, trens, ônibus e pessoas que seguem suas vidas diárias. E, na ausência desse barulho, a crosta superior da Terra se move um pouco menos.

Thomas Lecocq, geólogo e sismólogo do Observatório Real da Bélgica, apontou pela primeira vez esse fenômeno em Bruxelas.

Bruxelas está observando uma redução de 30% a 50% no ruído sísmico ambiental desde meados de março, na época em que o país começou a implementar o fechamento de escolas e empresas e outras medidas de distanciamento social, de acordo com Lecocq. Esse nível de ruído está a par do que os sismólogos veriam no dia de Natal, disse ele.

Menos ruído significa que os sismólogos podem detectar eventos menores

A redução do ruído teve um efeito particularmente interessante em Bruxelas: Lecocq e outros sismólogos são capazes de detectar terremotos menores e outros eventos sísmicos que certas estações sísmicas não teriam registrado.
Tomemos, por exemplo, a estação sísmica em Bruxelas. Em tempos normais, disse Lecocq, é “basicamente inútil”.

As estações sísmicas são tipicamente instaladas fora das áreas urbanas, porque o ruído humano reduzido facilita a captação de vibrações sutis no solo. A de Bruxelas, no entanto, foi construída há mais de um século e desde então a cidade se expandiu.

O zumbido diário da vida na cidade significa que a estação em Bruxelas não costuma receber eventos sísmicos menores. Os sismólogos, em vez disso, contariam com uma estação de poço separada, que usa um cano no fundo do solo para monitorar a atividade sísmica.

“Mas, no momento, por causa da tranquilidade da cidade, é quase tão boa quanto a de baixo”, disse Lecocq.

Sismólogos em outras cidades estão vendo efeitos semelhantes em suas próprias cidades.

Paula Koelemeijer postou um gráfico no Twitter mostrando como o ruído no oeste de Londres foi afetado, com quedas no período após o fechamento de escolas e espaços sociais no Reino Unido e novamente após o anúncio de um bloqueio do governo.

Celeste Labedz, uma aluna de doutorado do Instituto de Tecnologia da Califórnia, publicou um gráfico mostrando uma queda especialmente acentuada em Los Angeles.

Ainda assim, os sismólogos dizem que a redução no ruído é um lembrete preocupante de um vírus que adoeceu mais de um milhão de pessoas, matou dezenas de milhares e interrompeu os ritmos normais da vida.

Mostra que as pessoas estão atendendo às regras de bloqueio

Lecocq disse que os gráficos que mostram o ruído humano são evidências de que as pessoas estão ouvindo os avisos das autoridades para permanecerem dentro e minimizarem as atividades externas o máximo possível.

“Do ponto de vista sismológico, podemos motivar as pessoas a dizerem ‘OK, pessoal. Você se sente sozinho em casa, mas podemos dizer que todos estão em casa. Todos estão fazendo o mesmo. Todos estão respeitando as regras ‘”, disse ele.

Os dados também podem ser usados ??para identificar onde as medidas de contenção podem não ser tão eficazes, disse Raphael De Plaen, pesquisador de pós-doutorado da Universidade Nacional Autônoma do México.

“Isso pode ser usado no futuro pelos tomadores de decisão para descobrir: ‘OK, não estamos fazendo as coisas direito. Precisamos trabalhar nisso e garantir que as pessoas respeitem isso, porque isso é do interesse de todos'”.

O post Pandemia de coronavírus está fazendo a Terra vibrar menos apareceu primeiro em Arquivo UFO.



Read More

Visit:...



Visit: http://www.all-about-psychology.com/abnormal-psychology.html to learn all about ‘abnormal psychology,’ including an important discussion on whether the term abnormal psychology is actually fit for purpose.

Read More

Misophonia – When Certain Sounds Drive You Crazy

Read More

Success as a Psychology Major

Read More