31 agosto 2017

VISIT –> http://ift.tt/1eWNk1f for quality...



VISIT –> http://ift.tt/1eWNk1f for quality psychology information and resources.

Read More

A First Glimpse of the Great American Eclipse


Making landfall in Oregon, the Moon's dark umbral shadow toured the United States on August 21. Those gathered along its coast to coast path were witness to a total eclipse of the Sun, possibly the most widely shared celestial event in history. But first, the Moon's shadow touched the northern Pacific and raced eastward toward land. This dramatic snapshot was taken while crossing the shadow path 250 miles off the Oregon coast, 45,000 feet above the cloudy northern Pacific. Though from a shorter totality, it captures the eclipse before it could be seen from the US mainland. With the eclipsed Sun not far above, beautiful colors appear along the western horizon giving way to a clear, pitch-black, stratospheric sky in the shadow of the Moon.

from NASA http://ift.tt/2wUvjFu
via IFTTT
Read More

A Complete Viking Boat Burial Discovered!

othernotebooksareavailable:

historical-nonfiction:

The completely intact boat burial of a high-status Viking has been found in Scotland. It’s exciting because not only is the site undisturbed by looting or the elements, but the site is the first undisturbed Viking boat burial to be found in mainland Britain! Besides with his longboat, the deceased was buried with an axe, spear, and sword. But the burial was not all about fighting. They were discovered with a whetstone from Norway, a ring pin from Ireland and pottery from the Hebrides – suggesting a widely-traveled Viking. Sadly little human remains remained, just a few fragments of bone and two teeth.

So far we know very little. The burial appears to date to the late 800s or early 900s CE. The person was high-status. Beyond that, we will have to wait for scientific testing to fill in the story, such as their gender, where they grew up, and what they ate.

some more info here on the findings - including a discussion of gender and place.

Read More

O mistério da Área 51

A área que se localiza a 190km ao norte de Las Vegas, no deserto de Nevada, não consta nos mapas oficiais. É uma área que possui estradas, riachos, montanhas, edifícios e uma pista de 9,5km, mas oficialmente não existe.

Imagem do leito seco do Groon Lake, local onde está situada a Área 51

É como se qualquer atividade humana tivesse parado em uma área equivalente à Suíça.

O acesso a esta área é completamente proibido. Os cartazes advertem: “O uso de armas letais é autorizado”. O seu espaço aéreo é o mais inviolável dos EUA. Trata-se do Polígono de Tiro e de Testes Nucleares de Nellis, conhecido como Área 51.

Foi fundada em 1954 para ser uma base secreta onde a Lockheed Aircrfat Corporation pudesse desenvolver aviões de espionagem para a CIA. A Área 51 continua sendo a sede de alguns dos projetos mais revolucionários dos EUA. Foi nesta área que o bombardeiro “Stealth” Northorp B-2 foi testado, assim como uma série de outros aviões nada convencionais. A sua existência foi mantida em segredo pela USAF até 1994, já que se tratava da mais avançada tecnologia militar. A questão levantada por alguns pesquisadores é que nem a tecnologia nem as técnicas utilizadas são norte-americanas, e sim extraterrestres.

Desde o estabelecimento da Área 51, várias pessoas declararam ter visto estranhos objetos sobrevoando seu espaço aéreo, mas as autoridades negaram os fatos. Contudo, um dos seus próprios homens declarou que no espaço aéreo da Área 51, além de circularem UFOs, a USAF também utilizava tecnologia alienígena ativamente.

Robert “Bob” Lazar, que trabalhou 5 meses na base a partir de dezembro de 1988, deu depoimentos para a televisão em maio de 1989.

Usando a identidade de Denis, Lazar revelou que o governo americano estava pesquisando 9 discos voadores e tentava adaptar a tecnologia em seus projetos. Declarou também que ele e sua mulher receberam várias ameaças de morte.

Evitando correr riscos, em novembro decidiu aparecer em público. Descreveu um lugar secreto conhecido como S-4 próximo ao lago Papoose, no interior de Área 51, onde as naves alienígenas eram guardadas. Explicou que ele fazi parte de uma equipe de 22 engenheiros contratados para estudar os sistemas de propulsão dos discos voadores.

Segundo Lazar, o S-4 era um enorme complexo subterrâneo que ocupava toda a área de uma cordilheira montanhosa. No início, pensava que estava trabalhando com uma tecnologia altamente sofisticada criada pelo homem, mas quando entrou em um dos discos voadores, se convenceu de que se tratava de algo do outro mundo, porque tanto a sua forma quanto suas dimensões na pareciam ter sido construídas para os homens.

“Não possuía juntas aparentes, nenhuma solda, parafusos ou rebites”, disse Lazar, “as bordas de todos os elementos eram arredondadas e suaves como se tivessem sido feitas com cera quente submetida a um rápido processo de resfriamento”.

De acordo com seu relato, haviam troneiras, arcos e delicadas cadeiras de somente 30cm de altura. A sua unidade de propulsão era um objeto de tamanho de uma bola de beisebol, que irradiava um campo antigravitacional através de uma coluna oca, situada verticalmente no centro da nave. Lazar teve acesso a um memorando que confirmou as suas suspeitas. Havia uma quantidade impressionante de informações sobre os Ovnis, inclusive fotografias de autópsias de pequenos seres cinza com grandes cabeças calvas. Afirmava-se que os alienígenas eram provenientes da galáxia Zeta Reticuli, e era citado um incidente em 1979, no qual os alienígenas mataram vários cientistas e militares da base. Tudo isso convenceu de que estava trabalhando “em uma nave alienígena, criada por mentes alienígenas e com materiais alienígenas”.

Lazar nunca afirmou ter visto alienígenas no S-4, mas no entanto, presenciou algo extraordinário. Andando por um corredor, viu por uma porta entreaberta, dois homens com batas brancas olhando para baixo e falando com um pequeno ser que possuía braços compridos.

São afirmações difíceis de se acreditar. Os relatos de Lazar seriam uma das muitas histórias contadas sobre alienígenas ou ele realmente nos estaria dando provas de que eles existem?

Segundo George Knall, que entrevistou Lazar, muitas pessoas têm levantado dados que parecem comprovar as afirmações de Lazar. Knapp tem em seu poder a gravação em vídeo de um depoimento de uma testemunha que participava de importantes planos militares, onde afirma que as autoridades conhecem a tecnologia alienígena além de manterem alienígenas em seu poder desde a década de 50. Contudo, o vídeo não será divulgado enquanto a testemunha esteja viva, já que todas as testemunhas preferem permanecer no anonimato por temerem as conseqüências.

Outro jornalista que investigava a Área 51 abandonou seu trabalho por temer as represálias. Um engenheiro eletrônico disse que havia visto um disco voador e estava disposto a fazer uma declaração em um programa de TV, desistindo da tentativa assim que percebeu que estava sendo vigiado. Outra testemunha foi ameaçada de forma direta: “Sabemos que você viaja muito e não gostaríamos que você e sua família sofressem um acidente”.

Norio Hayakawa, de uma emissora de TV japonesa, filmou a rápida aparição de um objeto que surgia da Área 51. Filmou uma luz resplandecente que deslizava pelo céu sobre as montanhas. Posteriormente, uma análise do filme feita por computador, levou Haykawa à seguinte conclusão: “definitivamente o objeto não é um avião convencional”.

Muitas outras gravações mostram um objeto brilhante que se desloca pelo céu, em velocidades surpreendentes e executando manobras impossíveis. Um desses objetos se aproximou da equipe da NBC e seus membros ficaram com queimaduras produzidas por radioatividade. Alguns foram mais longe chegando, pelo que parece, ao interior do S-4, e filmaram uma sala repleta de sarcófagos metálicos, onde estão armazenados alienígenas mortos.

Infelizmente, a imagem filmada de um Ovni não é a prova definitiva de sua existência. Em Secrets of the Black World, podemos ver dois discos voadores; um deles parece um reator voando em baixa altitude e outro parece ser uma seqüência mal feita de um cesto de lixo.

Apesar de tudo, muitos acreditam que está ocorrendo algo no Deserto de Nevada. “Existem pelo menos oito Black Programs voando pela Área 51”, afirma o escritor especializado em aeronáutica Jim Goodall. Os Black Programs são projetos secretos do governo, como o caça Stealth, e impressionantes provas de velocidade e manobras são realizadas fazendo com que muitas pessoas acreditem que se trate de discos voadores.

Quando Goodall perguntou ao presidente da Lockheed se acreditava na existência de UFOs, este respondeu: “Sim. Estou plenamente convencido de sua existência”.



Read More

O desaparecimento do piloto Frederick Valentich

Conhecido como o “desaparecimento de Valentich” é um incidente estranho da Ufologia e que nunca foi explicado de forma satisfatória – até agora.

A história começa na Austrália, por volta das 19:00 horas, ou logo após o pôr-do-sol (18:43), em 21 de outubro de 1978.

Um jovem chamado Frederick “Fred” Valentich – que havia deixado o aeroporto de Victoria Moorabbin às 18:19 (6:19 PM) – estava pilotando um avião leve, um Cessna 182L alugado de um único motor (registro VH-DSJ) sobre Bass Strait, indo para o sudeste para King Island.

Ao ver uma outra aeronave parecida passar por cima dele, ele falou com o comando aéreo em Melbourne, o controlador Steve Robey.

Abaixo está a transcrição da conversa entre o piloto Frederick Valentich (FV) e a torre de controle (TC).

19:06:44 – FV: Melbourne, aqui é Delta Sierra Juliete. Há algum tráfego abaixo de mim a 5 mil?
C: Delta Sierra Juliete, não há nenhum tráfego conhecido.
FV: Delta Sierra Juliete, aqui. Parece ser uma grande aeronave abaixo de mim 5 mil.
19:06:44 – C: Delta Sierra Juliete, que tipo de aeronave é essa?
FV: Delta Sierra Juliete, aqui. Eu não posso precisar. Apresenta 4 luzes. É como as luzes de pouso de uma aeronave.
19:07:00 – C: Delta Sierra Juliete.
19:07:31 – FV: Melbourne, aqui Delta Sierra Juliete. A aeronave acaba de passar sobre mim a pelo menos mil pés.
C: Delta Sierra Juliete, “roger”. E é uma grande aeronave? Confirme?
FV: Desconheço devido à sua velocidade. Existe alguma aeronave da Força Aérea nas vizinhanças?
C: Delta Sierra Juliete. Não há nenhum tráfego nas vizinhanças.
19:08:18 – FV: Melbourne, está se aproximando agora, vindo do leste na minha direção.
C: Delta Sierra Juliete
19:08:41 – (…) microfone ficou aberto por 2 segundos.
19:08:48 – FV: Delta Sierra Juliete, aqui. Me parece que a coisa está jogando algum tipo de jogo. Está voando duas ou três vezes a velocidade que eu não posso identificar.
19:09:00 – C: Delta Sierra Juliete, “roger”. Qual o seu nível atual?
V: Meu nível atual é 4,5 mil; 4,5,0,0.
C: Delta Sierra Juliete. E você confirma que não pode identificar a aeronave?
FV: Afirmativo
C: Delta Sierra Juliete, “roger”. Aguarde.
19:09:27 – FV: Melbourne, aqui Delta Sierra Juliete. Aquilo não é uma aeronave; aquilo está…(microfone aberto por 2 segundos)
19:09:42 – C: Delta Sierra Juliete, você pode descrever a aeronave/
V: Delta Sierra Juliete, aqui. Quando passa, parece ser enorme, comprido…(microfone aberto por mais 3 segundos); não posso identificar mais que…aquilo é muito rápido; (microfone aberto por mais 3 segundos)…está bem na minha frente agora, Melbourne!
19:10:00- C: Delta Sierra Juliete, “roger”. Me informe qual o tamanho que o objeto pode ter.
19:10:19 – FV: Delta Sierra Juliete, Melbourne. Parece que está estacionário. O que eu estou fazendo bem agora é orbitar, e a coisa está orbitando sobre mim também; a coisa tem luzes verdes e algum tipo de superfície metálica, pois toda ela brilha por fora.
C: Delta Sierra Juliete.
19:19:46 – FV: Delta Sierra Juliete aqui. (…) (microfone aberto por 5 segundos). A coisa simplesmente desapareceu.
C: Delta Sierra Juliete.
19:10:46 – FV: Melbourne, vocês saberiam informar que tipo de aeronave é aquela? Seria uma nave militar?
C: Delta Sierra Juliete. Confirme que a aeronave desapareceu.
FV: Repita por favor.
C: Delta Sierra Juliete, a aeronave ainda está aí com você?
FV: Delta Sierra Juliete. Está…oh, não…(microfone aberto mais 2 segundos). Está agora se aproximando, vindo de sudoeste.
C: Delta Sierra Juliete.
19:11:50 – FV: Delta Sierra Juliete, aqui. O aparelho é muito estranho. Agora eu o tenho e 23 ou 24…e a coisa está…
C: Delta Sierra Juliete, “roger”. Quais são as suas atitudes agora?
FV: Minha atitude agora é para a Ilha King, Melbourne…Aguarde…a estranha aeronave está sobrevoando-me agora, bem acima, novamente…(microfone aberto por 2 segundos); Está acima de mim e não é uma aeronave…
C: Delta Sierra Juliete
19:12:28 – FV: Delta Sierra Juliete, Melbourne…(microfone aberto por mais 2 segundos)
19:12:55 – Fim das comunicações após 17 segundos de ruídos metálicos de origem desconhecida.

Valentich calculou estar a 38km, aproximadamente, do Cabo Otway, no estreito de Bass. Na manhã seguinte, a Força Aérea Real da Austrália (RAAF), enviou um avião de reconhecimento marítimo, um Orion, para procurar pelo Cessna – ou algum destroço – e pelo piloto. A busca ainda perdurou por todo o domingo.

Posteriormente, mais quatro dias de buscas se sucederam, com equipes compostas por centenas de homens, entre civis, militares, barcos de pesca, etc. Ao todo, as equipes de busca cobriram uma área de mais de 5 mil milhas quadradas procurando por qualquer tipo de vestígio de que o avião pudesse ter caído no mar ou algo assim: uma bóia salva-vidas, uma mancha de óleo, um pedaço de fuselagem, etc.

Em 25 de outubro de 78 a busca foi encerrada, Valentich foi dado como desaparecido – ainda não como morto – , e foi estabelecida uma vigília entre moradores da região, em busca por qualquer sinal do Cessna e do piloto. Igualmente, todos os aviões e ou barcos que passassem pela região deveriam tentar localizar algum vestígio.

Mas, como era previsível, nenhum único sinal, nem no mínimo vestígio ou qualquer traço do avião – que tem cerca de 540kg – ou de Frederick Valentich, na época com apenas 21 anos, foi encontrado até hoje. Absolutamente nada, nenhum fio de cabelo do rapaz ou uma gota de gasolina do avião. O que aconteceu foi que Valentich e seu avião sumiram no céu ao mesmo tempo em que sumiu o estranho objeto que “brincava” com ele.

Dezenas de hipóteses surgiram para tentar explicar o caso, indo desde tempestades súbitas, que teriam devorado o avião sem deixar traços, até explosão do aparelho em pleno vôo. No entanto, nenhuma teoria ou hipótese jamais explicou tal desaparecimento. Em caso de tempestade ou qualquer outra anomalia meteorológica súbita, ou mesmo explosões, achar-se-iam pedaços ou fragmentos por menores que fossem, do avião, o que mais ocorreu.

Portanto, o avião realmente sumiu! Mas este caso está longe de ser o único, visto já Ter se repetido dezenas de vezes. Só para citar alguns casos, poderíamos começar pelo incidente conhecido como “Vôo 19”, de uma esquadrilha de 5 aviões Avengers da Marinha Americana, que num exercício rotineiro no Atlântico, na costa da Flórida, simplesmente desapareceram em pleno vôo, no chamado Triângulo das Bermudas. Ou ainda o MIG soviético que em 1967 foi simplesmente desintegrado no céu ao perseguir um UFO.

Por mais tempo que se leve, e lá se vão 22 anos, muita gente ainda espera que ele volte. Um desses é o seu pai, Sr. Guido Valentich, que em todos os aniversários do desaparecimento de seu filho, ele recebe centenas de telefonemas de todas as partes do mundo. Ele não tem dúvidas de que o seu filho está vivo e que um dia retornará.



Read More

O misterioso Caso Cash-Landrum

Na noite de 29 de dezembro de 1980, próximo à Huffman, Texas, 3 ocupantes de um veículo tiveram um encontro inacreditável.

Betty Cash, Vickie Landrum e seu neto, Colby, de 7 anos, na sua volta para casa viram uma enorme luz sobre os pinheiros à alguns metros a sua frente.

A luz foi perdida de vista por um momento, mas a viram de novo quando fizeram uma curva. Um objeto estava diante deles.

Ele se aproximou do veículo voando sobre a pista e soltando fogo pela sua parte inferior. Cash e os Landrum estavam a somente 40m do UFO.

Escapar era inútil, pois a estrada era estreita e coberta de lama. Se Betty, que estava ao volante, tentasse sair ficaria atolada. Não havia tráfego na estrada e então eles saíram do carro, mas os gritos frenéticos de Colby as fizeram voltar para o veículo.

O objeto, intensivamente brilhante e de cor prata-metálico, tinha o formato de um enorme cone, mas com a parte superior achatada. Pequenas luzes azuis piscavam no centro e por alguns minutos ele expeliu fogo por baixo.

Todas as testemunhas tiveram o seu rosto queimado. O carro estava muito quente até para ser tocado. Vickie chegou até a colocar a mão sobre o painel e as marcas dos seus dedos ficaram moldadas nele.

Alguns minutos depois, quando Betty tentou voltar para dentro do carro, ela queimou a mão ao tocar na maçaneta.

Foi então que como um “último suspiro” de fogo e calor o UFO subiu lentamente para o céu.

Qual não foi a surpresa deles ao verem se aproximar helicópteros vindos de todas as direções. Eles seguiam a rota do objeto e também sumiram.

Os Landrum e Betty seguiram viagem sem saber o que era aquilo.

Quando faziam uma outra curva na estrada, eles se depararam novamente com o UFO e com os helicópteros. Betty contou 23 deles. Todos visíveis devido à luz emitida pelo objeto. A maioria deles eram do tipo CH-47 Chinooks, utilizados pela Marinha e Exército americano.

Betty continuou dirigindo com o UFO e os helicópteros na sua frente até a uma estrada que os levaria para Dayton.

Mesmo de lá era possível vê-los pelo espelho retrovisor.

O incidente todo não durou mais de 20 minutos.

Assim que Betty deixou os Landrum em casa, começou a sentir-se mal com dores de cabeça e náuseas, além de várias feridas no seu pescoço e couro cabeludo.

Colby e Vickie sofreram as mesmas conseqüências, mas com menos intensidade. A pele das 3 testemunhas estavam queimadas como se tivessem se exposto ao sol.

Após serem levadas ao hospital Parkway, o radiologista que os examinou declarou que eles haviam sido expostos à radiação, como também à raios ultravioleta e infravermelho.

Betty e Vickie começaram então uma frustrante campanha para obter respostas das agências do governo, mas todas foram inúteis até agora.

No início de 1999 Betty faleceu em Birmingham, Alabama. Ela passou 18 anos lutando contra o câncer, que adquiriu após o contato em 29 de dezembro de 1980.



Read More

As fotografias do OVNI na Ilha de Trindade

No dia 16 de janeiro de 1958 o navio brasileiro Almirante Saldanha estava ancorado na Ilha de Trindade com mais ou menos 50 pessoas à bordo. A ilha fica distante da costa brasileira 750 milhas.

Entre as pessoas do navio estava Almiro Baraúna, um fotógrafo profissional que estava tirando fotografias na hora.

Logo depois ao meio dia um brilhante objeto na forma do planeta Saturno foi visto se aproximar e Baraúna foi chamado ao deck para fotografá-lo.

Ele tirou 6 fotografias do objeto em 15 segundos, mas só 4 mostraram-no em movimento.

As fotos mostravam um objeto rodeado por um anel nebuloso.

O comandante Bacellar, que comandava o navio, ordenou que o filme fosse imediatamente revelado no navio.

Para autenticar o filme o comandante ordenou que Baraúna tirasse as suas roupas de mergulho, afim de que ele não pudesse pegar qualquer cópia das fotos.

Depois de todas essas precauções tomadas, qual não foi a surpresa da marinha ao ver as fotos consideradas genuínas e publicadas e num jornal à pedido do presidente Jucelino Kubistchek.

As fotos da Ilha de Trindade são umas das mais famosas do mundo.



Read More

A abdução de Barney e Betty Hill

Um dos mais importantes e significativos eventos na ufologia é abdução de Barney e Betty Hill, ocorrido em setembro de 1967, enquanto o casal voltava das suas férias no Canadá e iam em direção de New Hampshire.

Durante a viagem, próximo à Indian Head, eles perceberam uma luz muito brilhante no céu que logo se aproximaria do seu carro.

Um relatório de um operador de radar na Base Aérea de Pease, confirmou que alguma coisa realmente se moveu no ar naquela hora.

Eles param o carro e ficaram olhando a luz com binóculos. O objeto tinha várias luzes coloridas.

Um pouco depois eles pararam novamente o carro e o objeto estava mais próximo deles. Barney deixou Betty no veículo e saiu para ver melhor. Eles tiveram a impressão de ver pessoas dentro do objeto olhando para eles. Barney correu para o carro e continuou a viagem.

Quando chegaram em casa perceberam que não conseguiam se lembrar de 2 horas da viagem.

Dois anos depois eles se submeteram à hipnose regressiva, realizada pelo Dr. Benjamin Simon, para saberem o que havia ocorrido naquela dia.

Sob hipnose eles se lembraram de terem sido parados pelo UFO, retirados do seu carro, levados à bordo do objeto e submetidos à vários exames.

Um porém, Betty havia se interessado muito pela ufologia no período desses dois anos, e isso poderia afetar a sua história.

O Dr. Benjamin insistiu que a qualquer análise feita sobre o evento deveria levar em conta a regressão hipnótica, onde o hipnotizado conta a verdade, sem sofrer influência do meio ambiente.

Entretanto nenhuma pesquisa sobre o relatório do radar foi feita.

Durante as análises Betty também se lembrou de ter visto um mapa estelar, e baseado nele a pesquisadora Marjorie Fish o reconstruiu numa representação tridimensional, e viu que se parecia com a constelação de Zeta e Reticuli I e II.

Ainda durante a regressão Betty disse que havia sido examinada com uma agulha que foi introduzida na sua narina.

Anos mais tarde Betty afirmou que estava sendo “visitada” periodicamente pelos seres alienígenas.



Read More

As estranhas fotografias de McMinnville

Na noite de 23 de novembro de 1953, o radar da Base Aérea de Truax detectou um sinal não identificado sobre SooLocks, um espaço aéreo restrito.

Por ser uma área restrita, o sinal não podia ser identificado com facilidade, então um caça F-89 foi interceptá-lo.

O radar de terra captou o avião, pilotado pelo tenente Felix Moncla Jr., na direção do UFO. O pessoal de terra perguntou à R.R. Wilson, o oficial de radar da aeronave, se ele já tinha rastreado o UFO. Ele disse que não e então continuaram.

O UFO estava pairando e acelerou quando ambos ficaram sobre os Lagos Superiores. Com o radar de terra captando os dois, Moncla começou a caça-lo a mais de 500mph.

Por 9 minutos a perseguição continuou, com Moncla se aproximando do UFO e possibilitando a Wilson fixar o objeto no seu radar.

A caçada continuou até o jato ficar bem próximo ao UFO e então Moncla o interceptou.

Ninguém tem certeza do que aconteceu depois.

Os dois “blips” na tela do radar pareciam Ter se fundido, e a princípio ninguém se alarmou. Eles não tinham um radar que medisse a altitude e pensaram que o avião estivesse embaixo do UFO, mas os “blips” não se separaram.

Eles ficaram assim, juntos, por um momento, depois um único sinal apagou-se da tela.

Tentativas de contato com Moncla pelo rádio forma em vão. Parecia que eles não tinham sobrevivido à colisão, se foi de fato o que aconteceu.

A unidade de Busca e Resgate foi acionada. Eles procuraram no último ponto em que o avião foi detectado.

Todos acreditavam que iriam achar Moncla e Wilson, pois eles tinham equipamentos suficientes para sobrevivência se caíssem no lago.

As buscas continuaram, mas as esperanças já eram muito pequenas de encontrá-los vivos, embora todos pensassem que o avião tivesse caído. Mas nada foi encontrado.

A Força Aérea tentou explicar o que ocorreu dizendo que Moncla seguiu um DC-3 canadense, depois quando estaria retornando à base teve problemas e caiu, mas estranhamente ele não se comunicou com a base. O governo do Canadá negou que tivesse qualquer avião naquela área, naquela data.

Também foi dito que ele pudesse Ter se sentido mal causando o acidente, mas ele teria passado o controle à Wilson.

A Força Aérea disse ainda que o avião pudesse Ter explodido, mas nenhum destroço foi encontrado.



Read More

A Complete Viking Boat Burial Discovered!

The completely intact boat burial of a high-status Viking has been found in Scotland. It’s exciting because not only is the site undisturbed by looting or the elements, but the site is the first undisturbed Viking boat burial to be found in mainland Britain! Besides with his longboat, the deceased was buried with an axe, spear, and sword. But the burial was not all about fighting. They were discovered with a whetstone from Norway, a ring pin from Ireland and pottery from the Hebrides – suggesting a widely-traveled Viking. Sadly little human remains remained, just a few fragments of bone and two teeth.

So far we know very little. The burial appears to date to the late 800s or early 900s CE. The person was high-status. Beyond that, we will have to wait for scientific testing to fill in the story, such as their gender, where they grew up, and what they ate.

Read More

Site para jogar tarot grátis

Baseado no jogo de tarot do dia do Magia do Bem basta conferir:

Tarot do Dia - jogar tarot grátis

E nós temos também  Consulta do Tarô do Amor e  Consulta de Baralho Cigano.


Também temos vários artigos sobre Tarot, com informações gerais e outros artigos interessantes sobre as cartas do tarô.

Como no que explica tudo sobre O que é tarot?. A questão de interpretações conforme o baralho se na Leitura do tarot, os Diferentes baralhos mesmo significado?. 

Também cometamos sobre outros métodos de leitura como a curiosa maneira de ler em "As cartas do tarot - Quando elas se olham". 

Também já falamos sobre qual seria a melhor carta do tarot? E para quem deseja comprar respondemos: Onde comprar um baralho do tarot? Nesta postagem também constam outras informações sobre diferentes baralhos de tarot. 

E veja também:

Baralho Cigano - Para quem quer jogar baralho cigano gratuito, saber o que é baralho cigano entre outras informações.
  1. Jogar baralho cigano
  2. O que é Baralho Cigano?
Read More

Manual: Saiba como se tornar um ufólogo

Embora existam muitos passos importantes para se tornar um ufólogo amador, a pesquisa é o primeiro eles.

Se você deseja ser um profissional no futuro, esse passo é o essencial. Se você está no primeiro ou segundo grau, preste atenção nas aulas de psicologia, mitologia, folclore, sociologia e ciências.

Mesmo que você não tenha todas elas procure encontrar pessoas interessadas em OVNIs. As pessoas são as melhores ferramentas. A Internet é uma ótima fonte, mas a literatura é a melhor saída.

Leia o maior número de livros possível. Leia livros escritos com diferentes pontos de vista, não somente o seu. Encontre livros sobre UFOs relacionados com a Bíblia, ocultismo e a criação.

Compre livros escritos por céticos, crentes e fanáticos. Se você descobrir todos os pontos de vista, aprenderá a Ter a mente aberta para começar a interagir com as pessoas.

As pessoas freqüentemente tem diferentes interpretações do mesmo evento. Se alguma civilização antiga viu um ser alienígena, eles provavelmente o chamarão de deus. Se uma pessoa muito religiosa tiver um encontro imediato, dirão que viram um anjo. Tendo uma boa literatura para se espelhar já é um bom começo.

Depois procure um grupo ufológico que pensa como você. Quanto mais pessoas pensarem a mesma coisa, mais fácil será identificar um caso potencial. Você precisará aprender técnicas de observação, interrogatório e classificação. Se
você está desesperado para ver um UFO, mas não tem muito tempo na sua “agenda”, aqui vão algumas dicas:

· Fique acordado até um pouco mais tarde. Os OVNIs aparecem geralmente à noite;
· Esteja no lugar certo. Lugares desertos são os melhores. Se você se encontra no nordeste, cidades satélites de Brasília, Chapadas ou no interior, as suas chances aumentarão. Se você não está em nenhuma dessas área vá dar uma
volta de carro. Muitas pessoas tem seus avistamentos enquanto dirigem. Pilotos tem a tendência de ver muitos UFOs.
· Seja paciente. Essa dica é bem importante. Quanto mais tempo você passar olhando para o céu, mas chances terá.

Uma vez observando um OVNI, você deve pensar rápido. Você precisará de um caderno de anotações, lápis ou caneta, uma câmera e possivelmente um par de binóculos.

Existem ferramentas básicas para um observador. O que quer que você faça, nunca pare de olhar. Muitas testemunhas dizem que quando desviam o olhar por segundos o objeto já sumiu. Fique atento pata tudo que aconteça. Procure encontrar outras testemunhas oculares.

Sem alguém para comprovar a sua estória, você poderá ser desacreditado. Não tire conclusões precipitadas. O mais sábio a fazer é observar primeiro e depois pensar nas conclusões. Tire uma fotografia ou filme o objeto. Tente captar o quanto mais o cenário em volta (árvores, casas, carros, montanhas…). Isso provará que a sua fotografia é autêntica.

Uma vez que você ou alguém tenha visto um OVNI, deve-se escrever logo um relatório. Aqui vão algumas perguntas básicas para o relatório:

– Data do avistamento; hora do início e fim do avistamento e localização; onde você (ou a pessoa) se encontrava; a área era rural, urbana; Havia postes de luz, aeroportos, rodovias, lagos, casas, árvores ou marcas de
aterrissagem?
– O tempo estava bom, nublado, chuvoso, nevando, nevoeiro; você viu a lua, estrelas, o sol, aviões, balões ou meteoros próximos?
– Descreva o objeto que você viu; o que ele fez; aconteceu alguma coisa de estranho; desenhe o objeto que você viu ou os ocupantes.

Se você está conduzindo uma investigação, faça as seguintes perguntas à testemunha:

– Você já teve essa experiência anteriormente?
– Você está tomando algum tipo de medicamento?
– Qual foi a sua reação ao encontro?
– Como você se sentiu?
– Você sentiu algum efeito colateral?
– Você te lido muito sobre UFOs ou visto algum filme?

Certifique-se de que a testemunha assine o relato. Uma das coisas mais importantes é saber se o UFO fez outras coisas. Veja se havia algum avião, helicópteros, luzes na área naquela hora.

Quando você não consegue encontrar qualquer explicação racional para o objeto, ele só pode ser um UFO.

KIT UFOLÓGICO

Antes de você conduzir qualquer investigação, tem alguns pequenos itens que serão de grande ajuda:

– Blocos de anotações e caneta/lápis;
– Câmera fotográfica e filmes (Câmera de vídeo);
– Marcadores;
– Fita métrica;
– Luvas de borracha;
– Pequenos e grandes sacos de lixo;
– Espátula de jardim;
– Régua;
– Etiquetas.

A maioria dessa coisa você só utilizará se existir uma evidência de aterrissagem de UFO. Os marcadores e fita métrica servem para marcar a área isolando-a. As luvas, sacos, e a espátula são para coletar evidências. A régua, câmeras e etiquetas são para registrar e cadastrar as provas.

O seu bloco de anotações deve conter tudo o que você viu e o que a(s) testemunha(s) disse(ram). Todas as testemunhas devem preencher o formulário de avistamento e ser interrogada.

Desenhe um mapa da área e tire muita fotografias. Tenha certeza de que todas as entrevistas sejam feitas em separado e depois compare os depoimentos. Lembre-se, todos os avistamentos devem ser relatados.

Sistema de Classificação do Encontro

Uma vez que você esteja preparado para começar as investigações, você precisará conhecer o sistema de classificação. Não é necessário, mas será de extrema ajuda quando você estiver se referendo à um tipo de caso ou arquivando os seus relatos.

Embora existam diferentes classificações, nós utilizaremos o sistema de classificação do Dr. Jacques Vallee e do Dr. Hynek.

– Avaliação de Anomalias:

AN 1- Anomalias sem deixar efeitos (ex.: estranhas luzes);
AN 2- Anomalias com efeitos (ex.: grama marcada);
AN 3- Anomalias associadas à entidades (ex.: fantasmas);
AN 4- Interação com entidades AN 3 (ex.: visões, experiências fora do corpo);

AN 5- Anomalias com machucados (ex.: ferimentos inexplicáveis);

– Avaliação de Manobras:

MA 1- Um UFO voa em trajetória descontínua (ex.: vôos verticais);
MA 2- MA 1 com qualquer efeito físico de um UFO;
MA 3- MA 1, onde entidades são vistas à bordo;
MA 4- Manobras acompanhadas com alguma transformação da realidade
MA 5- Uma manobra que resulte sérios ferimentos ou morte da transformação;

– Avaliação dos Vôos

FB 1- Avistamento simples de UFO voando em linha reta;
FB 2- FB 1 acompanhado de evidências físicas;
FB 3- Vôo onde as entidades são vistas à bordo;
FB 4- Transformações da realidade observadas pelas testemunha;
FB 5- Vôo onde a testemunha sofre algum ferimento ou morre;

– Avaliação da Credibilidade:

O primeiro observação é a fonte de confiança, a Segunda é o local da aterrissagem e a terceira é a avaliação de possíveis explicações.

– Confiança da Fonte:

0- Desconhecida ou sem crédito;
1- Relato atribuído à uma fonte não confiável;
2- Fonte segura, mas de “segunda-mão”;
3- Experiência em primeira mão;
4- Entrevista com a testemunha com a fonte.

– Avaliação do Local de Pesquisa:

0- Nenhum local visitado ou desconhecido;
1- Local visitado por uma pessoa qualquer não familiarizada com fenômeno;
2- Local visitado por uma pessoa familiarizada com o fenômeno;
3- Local visitado por um pesquisador experiente
4- Local visitado por um especialista
– Possíveis Explicações:

0- Dados consistentes com uma ou mais causas alternativas;
1- Explicação alternativa requer pequena modificação dos dados;
2- Explicação alternativa requer grande alteração de um parâmetro;
3- Explicação alternativa requer grandes alterações de vários parâmetros, e
4- Não há explicação possível.



Read More

O Dia que os OVNIs Invadiram Washington

Tão logo se iniciou o dia de 20 de julho de 1952 apareceram na tela dos radares – que desde a meia noite era operado por Ed Nugent – 7 “blips” bem definidos. Nugent pediu que chamassem o chefe de operadores de radares Harry Barnes.

Quando ele chegou as duas telas de radares mostravam os mesmos sinais.

Barnes se comunicou com Howard Coklin, da torre de controle do aeroporto, que lhe informou que o radar deles indicava a mesma coisa; e acrescentou: “daqui da torre eu posso vê-los a olho nu. Essas coisas emitem uma luz alaranjada, mas o reflexo não me deixa distinguir os detalhes”.

De acordo com os radares, os objetos cujos ecos pareciam em forma de “blips” haviam-se separados – dois deles se encontravam agora sobre a casa branca, e o outro sobre o Capitólio, zonas de vôo proibida.

As Bases de Andrews e do Comando de Defesa Antiaérea foram alertados, mas nenhum avião foi enviado para interceptá-los, pois as pistas estavam em reformas.

Um avião que havia decolado a pouco pôde ver um dos UFOs ao seu lado e mais tarde comentou que quando tentou se aproximar dele ele deu um “salto” e escapou.

A velocidade de um dos objetos chegou a 11.520km/h.

Por duas horas os OVNIs brincaram nos céus da capital do país mais poderoso do planeta.



Read More

O que realmente aconteceu na superfície da Lua?

“O que você está vendo Apollo?”

“Esses ‘bebês’ são enormes senhor! Enormes!”

“Oh, meu Deus! Você não acreditaria nisso!”

“Estou lhe dizendo que tem outras espaçonaves lá fora, elas estão alinhadas na borda de uma cratera! Elas estão na lua nos esperando!”

Essa foram as palavras ditas por Neil Armstrong, o primeiro homem a pisar na lua, e captadas por centenas de rádio amadores ao redor do mundo naquele 21 de julho de 1969.

O homem finalmente aumentava as suas fronteiras e concretizava um dos seus maiores sonhos: chegar à lua. Mas não fomos os primeiros nem os únicos a fazer isso.

Mesmo com várias fotografias tiradas de Objetos Voadores não Identificados na superfície lunar e dos módulos de quase todas as missões espaciais terrestres, a NASA e principalmente o governo americano, continuam negando o fato.

De acordo com relatos não oficiais, tanto Neil quanto Edwin “Buzz” Aldrin, viram UFOs logo após a alunissagem.

Timoth Good, autor dos livros “Above TOP-Secret” e “Beyond TOP-Secret”, escreveu num dos seus livros, que se lembrava de ter ouvido pela televisão um astronauta falando algo à respeito de uma luz próxima à uma cratera. Quando o controle da missão pediu mais informações o áudio desapareceu…coincidência?

Em 1979, Maurice Chatelain, um ex-especialista de comunicações da NASA, confirmou que Armstrong tinha visto dois UFOs na beira de uma cratera.

“O encontro é de conhecimento de todos na NASA”, disse, “mas ninguém havia dito nada até agora”.

Entretanto os cientistas soviéticos foram os primeiros a confirmar o incidente.

“De acordo com as nossas informações, o encontro foi imediatamente reportado após a alunissagem do módulo”, disse o Dr. Vladmir Azhaza, um físico e professor de matemática da Universidade de Moscou.

Neil Armstrong retransmitiu ao controle da missão que dois enormes objetos estavam os observando, depois que estes mesmos objetos pousaram próximo ao módulo. Mas essa mensagem nunca foi ouvida pelo público, pois a NASA a censurou.

Outro cientista soviético, o Dr. Aleksand Kazanstev, disse que “Buzz” Aldrin filmou os objetos ´in color ´ de dentro do módulo, e continuou depois de Neil havia descido.

O Dr. Azhaza falou ainda que os UFOs partiram alguns minutos depois que os astronautas pisaram em solo lunar.

Maurice Chantelain confirmou ainda que as transmissões da Apollo 11 foram interrompidas por várias vezes para esconder as notícias do público.

O porta-voz chefe da NASA, John McLeaish, negou que a agência houvesse feito isso, mas admitiu que a transmissão demorava um pouco para chegar à Terra, por causa do processo eletrônicos.

Maurice também disse que os astronautas tinham um código secreto para informar o controle da missão quando avistassem algo incomum.

Certos termos seriam as palavras fire (fogo) e Santa Claus (Papai Noel).

Em 1968, a missão Apollo 8, tripulada pelos astronautas Borman, Lowell e Anders, fazia o seu primeiro vôo em torno da lua, quando enviaram a seguinte mensagem à Houston :

“Temos o prazer de informar ao presidente dos Estados Unidos da América, às nossas esposas e famílias e à toda equipe da NASA, que Papai Noel existe. Papai Noel é enorme, esférico e muito brilhante…e parece estar nos seguindo em vôo paralelo”.

Maurice tem um curruculum impressionante. Seu primeiro emprego foi como engenheiro mecânico, especializado em telecomunicações, telemetria e radar, na Convair, na França. Anos depois foi-lhe oferecido um trabalho na equipe que desenvolvia o sistema de comunicação e processamento de dados da Apollo 11, na North American Aviation.

Chantelain também afirmou que tanto os vôos da Apollo como os da Gemini foram seguidos, muitas vezes bem próximos por UFOs no espaço.

Todas as vezes que isso acontecia o controle da missão era informado

Quando perguntado sobre essas afirmações o Dr. Paul Lowman, do Centro de Vôo Espacial Goddard, da NASA, respondeu:

“A maioria das comunicações de rádio da tripulação da Apollo 11 realmente atrasou um pouco em relação ao tempo real da Terra. Eu não acredito que algumas pessoas ainda afirmam que nós estamos escondendo alguma informação sobre a existência de atividades extraterrestres na lua”.

“A confirmação da existência de vida extraterrestre, mesmo que através de rádio, seria a maior descoberta da ciência em todos os tempos”.

“A idéia de que a NASA estaria escondendo algo do público é absurda. Não somente algumas dúzias de astronautas teriam que jurar não divulgar nada, mas centenas de engenheiros, técnicos, secretários, também teriam que fazer o mesmo”.

Mas nem todas as comunicações entre os astronautas e o controle da missão são de domínio público como a NASA admite.

John McLeish explicou que em 1970, embora não houvesse uma freqüência diferente para um comunicação secreta, ela era cortada sob a solicitação de um astronauta para que pudesse falar algo em particular, principalmente sobre problemas de saúde.

Os rumores sobre a Apollo 11ainda persistiam.

Em 1988, o ex-major Colman VonKeviczky, agora um ufólogo baseado em Nova York, foi informado por uma pessoa conhecida de Neil Armstrong, que 3 objetos haviam sido relatados e depois fotografados próximos à Apollo pela sua tripulação quando estavam a somente a poucos quilômetros da órbita lunar.

Essa pessoa disse mais, que silhuetas de seres alienígenas foram vistas dentro dos objetos, e que enquanto o módulo Eagle se aproximava para o pouso, três objetos e não dois como se pensava antes, já estavam sobre a superfície lunar e haveriam alienígenas ao seus lados.

Neil Armstrong teria então desobedecido as ordens de Houston para não sair do módulo, e por isso foi desligado do programa espacial.

Em um simpósio da NASA feito na Europa, um certo professor conversou com Neil Armstrong em seu quarto à noite. Parte da conversa teria sido esta:

P: O que realmente aconteceu na lua?

N.A: Foi incrível. É claro que sabíamos que existia essa possibilidade, o fato é que nós fomos “intimidados” pelos alienígenas.

P: O que você quer dizer com “intimidados” ?

N.A: Eu não posso contar mais detalhes, só sei que as naves deles eram muito superiores à nossa em tecnologia e tamanho – amigo, eram enormes! E ameaçadoras.

P: Mas a NASA teve outras missões depois da Apollo 11?

N.A: Naturalmente. A NASA tinha um compromisso na época, e não podia colocar a Terra em pânico, mas realmente houve alguma coisa.

Mais tarde Armstrong foi perguntado mais uma vez sobre as suas afirmações. Ele confirmou que a estória era verdadeira, mas se recusou a entrar em mais detalhes, mesmo assim admitiu que a CIA estaria por trás do acobertamento.

O que Neil tem a dizer oficialmente?

“As suas fontes estão completamente equivocadas. Nenhum objeto foi reportado, filmado, encontrado ou visto pela Apollo11 ou qualquer outra missão do programa Apollo, a não ser objetos de origem natural. Todas as observações feitas pela Apollo foram divulgadas para o público”.

Após a estória da Apollo 11, uma outra estória atormentadora foi contada por um aviador espanhol, José Antonio Silva.

Numa conferência realizada em Victoria, Espanha, Silva declarou: “quando eu estava acompanhando em solo espanhol, uma das alunissagens americanas, pude ouvir a transmissão de um dos astronautas falando da chegada de alguns seres ou objetos parecidos com os relatados pela Apollo11. O diretor do centro de controle me mandou sair da sala e não comentar nada com ninguém”.

Mais recentemente, precisamente no dia 22 de agosto de 1996, os jornais Daily Mirror e o alemão Bild Zeitung, divulgaram uma série de fotografias que haveriam vazado dos arquivos secretos da NASA.

São fotos impressionantes de Objetos Voadores Não Identificados.

Por trás dessas novas provas está o ex-consultor da NASA, Richard Hoagland, que não goza de muito prestígio no meio ufológico, que participou dos programas espaciais Mars Mission declara abertamente que a agência está ocultando informações sobre a descoberta possíveis estruturas artificiais no nosso(?) satélite.

Contradizendo as palavras de seu amigo já citadas neste texto, “Buzz” Aldrin, na presença de Neil Armstrong, declarou ao jornal La Stampa, no dia 24 de julho de 1994, declarou que teve a presença de UFOs durante toda a missão.

“Havia sempre um UFO ao nosso lado, como estivesse nos guiando ou seguindo. Pouco depois de sairmos do campo gravitacional da Terra, vimos pelas escotilhas da nave um objeto luminoso aparecer ao nosso lado”.

“Após falar com Houston pensamos que fosse os restos do último estágio da Saturno 5, mas ainda não poderíamos tê-lo visto tão rápido”.

“O que poderia ser eu não sei, nunca descobrimos, mas esse objeto nos acompanhou por várias horas e depois desapareceu”.

Por que o desinteresse tão repentino pela exploração lunar?

Não seria mais barato para a NASA criar um programa de colonização da lua ao invés de Marte? Ou será que o “nosso” satélite já está ocupado e eles não quiseram nos “alugar”.

Depois de 30 anos as perguntas ainda estão sem respostas. E muitas outras surgiram.

Quando saberemos realmente a verdade…daqui a 60 anos?



Read More

NASA Concludes Summer of Testing with Fifth Flight Controller Hot Fire


NASA engineers closed a summer of successful hot fire testing Aug. 30 for flight controllers on RS-25 engines that will help power the new Space Launch System (SLS) rocket being built to carry astronauts to deep-space destinations, including Mars.

from NASA http://ift.tt/2xyYAm6
via IFTTT
Read More

30 agosto 2017

Lunar View, Solar Eclipse


Orbiting above the lunar nearside on August 21, the Lunar Reconnaissance Orbiter turned to look back on a bright, Full Earth. As anticipated its Narrow Angle Camera scanned this sharp view of our fair planet, catching the shadow of the Moon racing along a path across the United States at about 1,500 miles per hour. In fact, the dark lunar shadow is centered over Hopkinsville, Kentucky at 1:25:30 Central Daylight Time. From there, the New Moon blocked the Sun high in clear skies for about 2 minutes and 40 seconds in a total solar eclipse.

from NASA http://ift.tt/2wHTJRS
via IFTTT
Read More

asapscience: Coder’s plight. [@badsciencejokes]



asapscience:

Coder’s plight. [@badsciencejokes]

Read More

The artists of the Santa Cruz Islands, which lie between the...



The artists of the Santa Cruz Islands, which lie between the Solomon Islands and Vanuatu, created distinctive breastplates, known as tema, tambe, or tepatu. This one is seven inches across! As you can tell by the rope, when it was made in the late 1800s or early 1900s, this breastplate was intended to be worn, not displayed.

It was made of two materials, the white shell of giant clams on the bottom, and the mottled turtle shell on the top. Although it looks abstract to an outsider the breastplates actually represented parts of the natural world. The white disk is the sun. The turtleshell overlay represents birds, fish, dolphins, sharks, and other species important in the Santa Cruz religion.

This particular one is a frigate bird, with its wings in an “m” above and its forked tail below. There are three arches on top of the bird, perhaps suggesting dolphins or sharks.

Read More

NASA's IceBridge Surveys Glaciers in Northeast Greenland


NASA's Operation IceBridge is flying its summer Arctic land ice campaign in Greenland, continuing its measurements of the Greenland Ice Sheet and its outlet glaciers. This photograph from the mission was taken on Aug. 29, 2017, from 28,000 feet, looking north while surveying Nioghalvfjerdsbrae (79 N) Glacier in northeast Greenland.

from NASA http://ift.tt/2x5KGKi
via IFTTT
Read More

A oração mais poderosa dos Pais para seus filhos


A oração mais poderosa dos Pais para seus filhos

Meu Deus, eu vos ofereço meus filhos;
Vós me destes, eles vos pertencerão para sempre;
eu os educo para Vós e vos peço
que os conserveis para a vossa glória.
Senhor, que o egoísmo, a ambição, a maldade
não os desviem do bom caminho.
Que eles tenham força para agir contra o mal
e que o movente de todos os seus atos
seja sempre e unicamente o bem.
Há tanta maldade nesse mundo, Senhor!
Vós sabeis como somos fracos
e como o mal muitas vezes nos fascina;
mas Vós estais conosco
e eu coloco meus filhos sob a vossa proteção.
Sede-lhes luz, força e alegria nesta terra, Senhor,
para que eles vivam por Vós nesta terra; e que no céu,
todos juntos, possamos gozar de vossa companhia para sempre.
Amém


Read More

Devoção a Nossa Senhora Menina


Dia 08 de setembro é celebrado como o dia da Natividade de Nossa Senhora.
Por amor a humanidade, o Criador quis enviar o seu Filho, encarnado como pessoa humana para redimir o pecado da Terra. Para ser a mãe terrena do seu Filho, escolheu Maria, e preparou seu nascimento.
Maria é e será venerada por todos os séculos, porque Ela é a estrada que conduz à Cristo. Os cristãos, a homenageiam com uma infinidade de títulos, para celebrar sua valorosa participação no Mistério de Deus.
Devoção a Nossa Senhora Menina

Oração a Nossa Senhora Menina

Oh! Graciosíssima menina! Que com vosso feliz Nascimento haveis consolado ao mundo, alegrado ao céu e aterrado ao inferno; Haveis dado ajuda aos caídos, esperança aos tristes, saúde aos enfermos e alegria a todos; Suplicamos-vos com os mais  fervorosos afetos que renasçais espiritualmente com vosso Santo amor em nossas almas; Renovai nosso espírito para que vos sirvamos, acendei de novo nosso coração para que vos amemos; E fazei florescer em nós aquelas virtudes com as quais possamos fazer-nos sempre mais agradáveis a vossos bondosos olhos. Oh! Maria! Sede para nós Maria, fazendo-nos experimentar os saudáveis efeitos de vosso suavíssimo nome; Sirva-nos a invocação deste nome de alívio nos trabalhos, de esperança nos perigos, de escudo nas tentações, de alimento na morte. Seja o nome de Maria como mel na boca, a melodia no ouvido, e o júbilo no coração. Assim seja. a vosso dulcíssimo e amabilíssimo coração. Amém
Ave Maria, cheia de Graças.





Read More

Senator Knows How to Take Advantage of an Opportunity

When Hawaii’s Japanese-American Daniel Inouye first entered the Senate, his colleagues had trouble pronouncing his name. But one day, at a meeting of the Commerce Committee, one of the Senators, angry about an amendment just made to a bill under discussion, blurted out: “I will not accept that amendment - in no way!”

“Gentlemen,” said Senator Inouye triumphantly, “that is exactly how you pronounce my name!”

Read More

Visit —>...



Visit —> http://ift.tt/2jWbSCX to learn about some of the most eminent women in the history of psychology.

Read More

29 agosto 2017

Feitiço de Amor - A Poderosa Amarração Amorosa do Girassol

Sempre procuramos trazer simpatias fáceis de fazer, mas vez ou outra também trazemos alternativas mais difíceis, e como neste feitiço a dificuldade pode valer muito a pena! Sabemos que a preguiça é grande, muitas pessoas não tem disposição de fazer feitiços mais elaborados ou de longa duração, mas precisamos entender que nem tudo cai do céu. E tem pessoas que só conseguem ser atendidas justamente através destes feitiços mais complicados.



Este feitiço de amor que vamos trazer não é difícil, mas ele demora para ser feito, mas ela seria um feitiço que concentraria poder, assim quanto mais demorar mais força terá o seu efeito. 

Este feitiço de amarração amorosa consiste em plantar um girassol e aguardar para florir. Você irá levar alguns dias para concluir o feitiço, irá começar plantando, mas só irá concluir quando o girassol florescer.

Se bem sucedida nesta amarração amorosa cada dia que irá ter que aguardar será um ano que pessoa amada ficará amarrada com você, assim se plantar o girassol e ele levar 60 dias para florir, significa que a pessoa amada ficará sob efeito do feitiço por 60 anos, se levar 21 dias serão 21 anos. E ainda, não poderá fazer novamente, o efeito só vale pela primeira vez que é feito e só poderá ser renovada passado todos os anos de efeito. Mas atenção de a planta morrer antes de florir é preságio ruim, significará que a união entre as duas pessoa é fada ao completo fracasso e deve desistir deste amor. 


Vamos ao feitiço de amarração amorosa do girassol, plante um girassol no seu pátio ou em um vaso. Se desejar anote o dia que plantou o Girassol para não esquecer, lembre-se que o tempo que levar para ele florir representará um ano de duração da amarração de amor e você só poderá fazer novamente o feitiço depois deste tempo. Exemplo, o girassol levou 23 dias para florir, você fez o feitiço em 2017, só poderá fazer novamente daqui 23 anos, ou seja, em 2040. 

Cuide bem dele todo os dias como se cuidasse do seu amor. Sempre pense na pessoa amada e no florescimento do Girassol. Tenha em mente que viverá com a pessoa amada uma linda história de amor e o nascimento desta planta simboliza a felicidade e fortalecimento do casal. 

Quando o Girassol finalmente crescer e abrir a flor, você deve pegar um pouquinho de canela misturada com açúcar e colocar perto da raiz da planta. O feitiço estará concluído.

Depois que florir não precisa se preocupar, o girassol poderá morrer e em nada afetar o efeito da magia. Ele só não pode é morrer antes de florir, como já falamos seria um presságio bem ruim. 

E veja muito mais simpatias para você fazer!





Read More

Panoramic Eclipse Composite with Star Trails


What was happening in the sky during last week's total solar eclipse? This featured little-planet, all-sky, double time-lapse, digitally-fused composite captured celestial action during both night and day from a single location. In this 360x180 panorama, north and south are at the image bottom and top, while east and west are at the left and right edges, respectively. During four hours the night before the eclipse, star trails were captured circling the north celestial pole (bottom) as the Earth spun. During the day of the total eclipse, the Sun was captured every fifteen minutes from sunrise to sunset (top), sometimes in partial eclipse. All of these images were then digitally merged onto a single image taken exactly during the total solar eclipse. Then, the Sun's bright corona could be seen flaring around the dark new Moon (upper left), while Venus simultaneously became easily visible (top). The tree in the middle, below the camera, is a Douglas fir. The images were taken with care and planning at Magone Lake in Oregon, USA.

from NASA http://ift.tt/2gmKrnN
via IFTTT
Read More

"Human history becomes more and more a race between education and catastrophe."

“Human history becomes more and more a race between education and catastrophe.”

- H. G. Wells, one of the first science fiction authors (1866 - 1946).
Read More

Bizarra ‘forma de vida’ foi filmada em Taiwan

Uma estranha “criatura” composta por um emaranhado de videiras pretas foi filmada se batendo no chão.

O organismo, que foi gravado por Huang Meilan em Hsinchu, Taiwan, parece consistir em uma massa de videiras como uma apêndice que são capazes de se mover independentemente um do outro.

No vídeo, estes podem ser vistas se ondulando e torcendo de uma maneira altamente desconcertante.

“Encontrei isso no chão e me chamou a atenção”, disse Huang. “Foi tão estranho e as pessoas disseram coisas diferentes sobre isso. Mas eu queria saber o que era”.

Uma possível explicação é que a “criatura” seja uma massa enredada de vermes de crina.

Alguns usuários da internet chegaram a descrevê-lo como uma “forma de vida alienígena”.



Read More

Aug. 29, 1965 - Gemini V Crew Returns to Earth


Gemini V command pilot Gordon Cooper (right) and Charles "Pete" Conrad, pilot, walk across the deck of the aircraft carrier USS Lake Champlain following their spacecraft's recovery from the ocean on Aug. 29, 1965. The eight-day Gemini V endurance mission doubled America's spaceflight record set two months earlier.

from NASA http://ift.tt/2x1awPF
via IFTTT
Read More

Educating Chimpanzees

Read More

Ottoman Empire and Edo-era Japan. You probably never thought...



Ottoman Empire and Edo-era Japan. You probably never thought about them together before, right? Turns out the Ottomans knew about Japan since at least the late 1600s, because the Ottoman scholar Katip Çelebi included Japan in his atlas “Displaying the World.”

He didn’t quite get the shape of the islands, or their number, or their names…but hey, he tried!

Read More

Simpatia para encontrar emprego dos sonhos (para você ou outra pessoa)

Read More

28 agosto 2017

VISIT –>...



VISIT –> http://ift.tt/2jJ3gRC to learn all about the history of psychology.

Read More