21 março 2020

Simpatias poderosas para se proteger de pessoas negativas e invejosas

Segue abaixo duas simpatias poderosas para se proteger de pessoas negativas e invejosas. Simpatia 1 Material necessário: Uma ferradura.Uma figa feita de madeira de guiné.Um vaso de 30 centímetros. Terra.Uma muda de planta comigo-ninguém-pode.Uma cabeça de alho roxo.Uma cabeça de alho branco.Modo de preparo:Coloque todos os materiais dentro do vaso, em seguida a terra e logo após plante a muda

via @notiun

Related post



// "; var maxNumberOfPostsPerLabel = 10; var maxNumberOfLabels = 10; function listEntries10(json) { var ul = document.createElement('ul'); var maxPosts = (json.feed.entry.length textLabel = ""; var test = 0; for (var i = 0; i //]]>

Read More

Charity Hospital is the second oldest hospital in the United...



Charity Hospital is the second oldest hospital in the United States. It was founded when Louisiana was still French, in May of 1736, using money from the will of Jean Louis, a French sailor and shipbuilder who died in New Orleans the year before. His last will and testament was to finance a hospital for the poor in the colony of New Orleans. Only Bellevue Hospital in New York City is older (just barely) since it was founded a month earlier in March of 1736.

Charity Hospital was abandoned after Hurricane Katrina flooding and evacuation in 2005. Technically, the new University Medical Center New Orleans has taken over its functions. But the Charity Hospital’s imposing, decaying remains still stand in New Orleans, a reminder of what was lost and the work still needing to be done.

Read More

Não, o coronavírus não é um vírus extraterrestre

Os cientistas tentaram rebater a alegação de que o coronavírus (COVID-19) caiu na Terra em um cometa ou asteroide.

A luta para combater as informações errôneas sobre a pandemia que atualmente está varrendo o mundo às vezes se mostra quase tão difícil quanto combater o próprio vírus – especialmente considerando que sites de mídia social como o Facebook e o Twitter tornaram muito fácil, mesmo para os mais ‘extremos’, impulsionarem as mais diversas teorias.

Uma ideia particularmente estranha foi apresentada recentemente pelo professor Chandra Wickramasinghe, do Centro de Astrobiologia de Buckingham, que sugeriu que o vírus pode ter sido desencadeado na China por um meteoro que explodiu no país em outubro de 2019.

Ele também sugeriu que outros surtos no passado também pode ter começado da mesma maneira.

Basta dizer, no entanto, que sua teoria foi recebida com um grau significativo de ceticismo.

No momento, não há evidências de que o coronavírus (ou qualquer outro vírus) tenha vindo do espaço e também não há evidências de que algum vírus possa permanecer viável após aterrissar na Terra.

“É um daqueles casos em que reivindicações extraordinárias exigem evidências extraordinárias”, disse o astrobiólogo Graham Lau ao Space.com . 

“Mesmo que seja uma ideia interessante, nós simplesmente não temos nenhum motivo para abraçar essa ideia agora.”

“Acho importante que os cientistas apontem o que é pseudociência ou ciência falha”.

“Se isso fosse real, seria ótimo, mas simplesmente não podemos nos permitir chegar à estas conclusões sem fazer nossa devida diligência como cientistas”.

O que sabemos sobre o novo coronavírus, chamado SARS-CoV-2, é que ele se alinha com o que sabemos sobre vírus terrestres. 

O vírus é responsável pela doença COVID-19, que já infectou mais de 187.000 pessoas em todo o mundo.

“Se essa coisa possui algum tipo de biomolécula diferente da vida como a conhecemos”, disse Lau, pode haver motivos para investigar se o vírus teve origem extraterrestre. 

No entanto, mesmo nesse caso, poderia haver explicações terrenas, acrescentou.

No entanto, apesar dessas possibilidades teóricas, não há evidências confiáveis ??para mostrar que o novo coronavírus veio do espaço sideral.

O post Não, o coronavírus não é um vírus extraterrestre apareceu primeiro em Arquivo UFO.



Read More

Revisiting Stanley Milgram’s Obedience Experiments

Revisiting Stanley Milgram’s Obedience Experiments:

Fascinating article on Milgram’s infamous obedience experiments by Nick Haslam, Professor of Psychology, University of Melbourne and psychologist Gina Perry.

Read More

VISIT –> https://ift.tt/1eWNk1f for quality...



VISIT –> www.all-about-psychology.com for quality psychology information and resources.

Read More

A CIA inventou o termo “teoria da conspiração”?

A ideia de que a CIA surgiu com o termo “teoria da conspiração”, ela própria uma teoria da conspiração?

Escrevendo em ‘The Conversation’, Michael Butter – um professor de História Literária e Cultural Americana da Universidade de Tubingen, Alemanha – explora as origens do termo ‘teoria da conspiração’.


As teorias da conspiração têm uma longa história, mas o termo real “teoria da conspiração” surgiu muito mais recentemente. 

Apenas algumas décadas atrás, o termo assumiu as conotações depreciativas que possui hoje, onde chamar alguém de teórico da conspiração funciona como um insulto.

Portanto, pode não surpreender que exista mesmo uma teoria da conspiração sobre as origens do rótulo. 

Essa teoria da conspiração alega que a CIA inventou o termo em 1967 para desqualificar aqueles que questionaram a versão oficial do assassinato de John F. Kennedy e duvidaram que seu assassino, Lee Harvey Oswald, tivesse agido sozinho.

Existem até duas versões dessa teoria da conspiração. A versão mais extrema afirma que a CIA literalmente inventou o termo no sentido de que as palavras “conspiração” e “teoria” nunca haviam sido usadas antes em conjunto. 

Uma versão mais moderada reconhece que o termo já existia antes, mas afirma que a CIA intencionalmente criou suas conotações negativas e transformou o rótulo em uma ferramenta de propaganda política.

A versão mais moderada tem sido particularmente popular nos últimos anos por duas razões. 

Primeiro, é muito fácil refutar a afirmação mais extrema de que a CIA realmente inventou o termo. 

Como uma pesquisa no Google Livros rapidamente revela, o termo “teoria da conspiração” surgiu por volta de 1870 e começou a ser usado com mais frequência na década de 1950. 

Mesmo os teóricos obstinados da conspiração têm dificuldade em ignorar isso. Segundo, a versão mais moderada recebeu um grande aumento de popularidade alguns anos atrás, quando o cientista político americano Lance DeHaven-Smith a propagou em um livro publicado por uma renomada imprensa universitária.

Arma de fumar

Embora eles façam reivindicações diferentes sobre a origem e o desenvolvimento do termo, os defensores de ambas as versões invariavelmente apontam para um documento oficial da CIA chamado Concerning Criticism of the Warren Report como sua arma de fumar. 

Foi lançado em 1976 depois que o New York Times o solicitou sob a Lei de Liberdade de Informação.

O documento expressa preocupação com o número considerável de pessoas que duvidaram da investigação oficial do assassinato de Kennedy, a Comissão Warren, que descobriu que Lee Harvey Oswald agia sozinho. 

Também visa equipar os contatos da CIA com argumentos contra aqueles que contestam as descobertas e a versão oficial do evento. 

Por exemplo, enfatiza que ninguém em sã consciência escolheria alguém tão instável quanto Oswald como um peão em uma trama maior. E aponta as falácias lógicas dessas contas alternativas.

Pode-se achar problemática a tentativa da CIA de influenciar a opinião pública. Mas não há uma única frase no documento que indique que a CIA pretendia armar, muito menos introduzir o termo “teoria da conspiração” para desqualificar críticas. 

De fato, a “teoria da conspiração” no singular nunca é usada no documento. As “teorias da conspiração” no plural são usadas apenas uma vez, de maneira prática no terceiro parágrafo: as

teorias da conspiração frequentemente lançam suspeitas sobre a nossa organização, por exemplo, alegando falsamente que Lee Harvey Oswald trabalhou para nós.

Os autores do documento implantam o termo de maneira muito casual e, obviamente, não sentem a necessidade de defini-lo. Isso indica que não era um termo novo, mas já era amplamente usado na época para descrever contas alternativas. 

Em nenhum momento os autores recomendam o uso do rótulo “teoria da conspiração” para estigmatizar explicações alternativas do assassinato de Kennedy. Isso sugere que o termo ainda não havia adquirido o mesmo nível de negatividade que possui hoje.

Por que as pessoas acreditam nisso

A questão muito mais interessante, para mim, é por que essa teoria da conspiração surgiu e por que tantas pessoas acreditam nela. 

Nenhum estudioso ainda traçou completamente o curso dessa teoria em particular, por isso é difícil identificar exatamente quando ela surgiu. 

Mas é seguro supor que foi durante as décadas de 1980 ou 1990, com base em investigações superficiais.

Foi apenas na década de 1980 que o termo “teoria da conspiração” começou a ter realmente as conotações negativas que hoje associamos a ela. 

Portanto, a teoria da conspiração sobre as origens do termo provavelmente foi uma reação a essa crescente negatividade.

A razão pela qual tantas pessoas acreditam na idéia de que a CIA inventou o termo “teoria da conspiração” está relacionada ao papel do assassinato de Kennedy na história mais ampla do conceito e sua popularidade. 

Pode parecer que estamos vivendo uma era da teoria da conspiração, mas essas teorias eram ainda mais populares no passado.

Desde pelo menos o século XVII até a década de 1950, as teorias da conspiração eram uma maneira amplamente aceita de entender o mundo e, freqüentemente, as versões oficiais dos eventos. 

Eles eram articulados por elites e geralmente alvejavam inimigos externos ou subversivos que supostamente tentavam minar o estado. 

Somente no final da década de 1950 e no início da década de 1960 é que as teorias da conspiração começaram a se tornar uma maneira estigmatizada de explicar grandes eventos.

Um efeito colateral dessa mudança do mainstream para as margens da sociedade foi que as teorias da conspiração começaram a atingir principalmente as elites sociais e políticas. 

Eles não estão mais preocupados com supostas conspirações contra o estado, mas com aquelas orquestradas pelo estado.

Outro efeito colateral desse novo estigma foi que a teoria da conspiração do rótulo ou teórico se tornou um termo pejorativo. 

O assassinato de Kennedy foi o primeiro grande exemplo em que os teóricos da conspiração acusaram o estado de tramar secretamente o mal e forneceram relatos alternativos que foram então rotulados como teorias da conspiração, como no documento da CIA de 1967. 

Portanto, não surpreende que os teóricos da conspiração – que culpam os eventos pelas ações intencionais de pessoas más – retrospectivamente vejam o surgimento do termo como uma tentativa deliberada de defender a versão oficial do assassinato de Kennedy.

O post A CIA inventou o termo “teoria da conspiração”? apareceu primeiro em Arquivo UFO.



Read More

Visit –> https://ift.tt/2J1R1LP - will...



Visit –> https://gumroad.com/allaboutpsychology - will be adding new titles on a daily basis. All proceeds go towards running - All-About-Psychology.Com - All-About-Forensic-Psychology.Com - All-About-Forensic-Science.Com - A series of websites which have been providing free and comprehensive information and resources for students and educators for over 10 years.

Read More