09 julho 2013

Charlie Sheen quer caçar o Monstro do Lago Ness

charlie sheen thumb Charlie Sheen quer caçar o Monstro do Lago Ness


O ator americano Charlie Sheen está planejando uma viagem para a Escócia, em um esforço para localizar o monstro do lago enigmático.


Conhecido pelo filme Platoon e por sua demissão do seriado Two and a Half Men em 2011, suas pretensões não são estranhas para o incomum, principalmente ao se classificar como "feiticeiro" e um "rock star de Marte".


Agora, ele está virando as suas atenções para o lago escocês, juntamente com o amigo Brian Peck para caçar o monstro. Uma fotografia do seu "equipamento de caça", postado no Twitter, mostra um capacete de batalha bronze em preparação para a viagem.


Apesar da natureza incomum, os fãs de Sheen tem lhe desejado boa sorte. Querendo ou não, ele pode realmente encontrar qualquer coisa e até mesmo resolver o mistério sobre o que se esconde no lago.


charlie sheen capacete thumb Charlie Sheen quer caçar o Monstro do Lago Ness









Read More

Lagarto pré-histórico encontrado preso em âmbar

lagarto ambar thumb Lagarto pré histórico encontrado preso em âmbar


O fóssil completo de um lagarto de 23 milhões de anos foi descoberto preservado em um pedaço de âmbar.


Embora não seja o primeiro de tal descoberta, este em particular, é raro porque o lagarto foi encontrado tão bem preservado e ainda tem seus tecidos moles e pele.


Um outro espécime desta espécie já foi encontrado em âmbar mas estava incompleto e pouco pôde ajudar os cientistas.


Especialistas mexicanos agora estão definindo um estudo especial para esta nova descoberta, em um esforço para aprender o máximo possível sobre o assunto.


Criaturas são preservadas em âmbar ao ficarem presos na seiva da árvore que depois se solidifica, aprisionando-os por milhões de anos.


A maioria das criaturas encontradas são insetos, mas o espécime mais antigo já encontrado está um ácaro que viveu há 230 milhões de anos.









Read More

Podemos explorar o espaço com US$ 1 milhão?

cubesat thumb Podemos explorar o espaço com US$ 1 milhão?


Um minúsculo tipo de satélite e um novo sistema de propulsão podem fazer a exploração do espaço uma realidade mais barata.


CubeSats são pequenos aparelhos espaciais baratos que pesam apenas 5 kg e que até agora permanecem restritos a orbitar em torno da Terra.


Mas através do desenvolvimento de um novo sistema de propulsão miniatura, conhecido como o Thruster ambipolar CubeSat (CAT), essas pequenas naves poderão em breve serem capazes de voar missões a Júpiter e utilizar orçamentos não superiores a US$ 1 milhão.


Uma campanha de crowdfunding foi lançada para ajudar a levantar fundos suficientes para lançar um voo de teste. Essencialmente um motor de plasma, o propulsor CAT é semelhante ao motor de Ion, da NASA, mas em uma escala muito menor.


Usando apenas 2,5 kg de combustível, ele pode impulsionar uma espaçonave CubeSat a Europa ou outros alvos de alto interesse dentro do nosso sistema solar com um orçamento qaté 1.000 vezes menor do que as naves interplanetárias convencionais.


Os pesquisadores planejam lançar uma pequena nave espacial dentro dos próximos 18 meses, em um teste da nova tecnologia de propulsão que poderia ajudar a reduzir o custo de exploração planetária.









Read More