20 agosto 2014

Cientistas buscam calor de civilizações alienígenas

sonda wise Cientistas buscam calor de civilizações alienígenas


Um novo projeto pode utilizar a detecção de calor para pegar sinais de inteligência extraterrestre.


Até agora, a busca por civilizações alienígenas tem se concentrado principalmente na detecção de comunicações extraterrestres usando radiotelescópios, mas estes esforços tem gerado poucos resultados.


Astrônomos agora tem interesse em uma nova técnica que promete se concentrar na procura de calor em vez de sinais de rádio. Com o G-HAT (Glimpsing Heat from Alien Technologies), uma espécie alienígena não precisaria nem se comunicar.


“Esta abordagem é muito diferente “, disse Franck Marchis do SETI. “Eu gosto dele porque ele não coloca quaisquer restrições sobre a origem da civilização ou a sua vontade de comunicar.”


A técnica envolve a olhar através do catálogo de imagens feita pelo WWide-field Infrared Survey Explorer (WISE) da NASA, um telescópio que procura galáxias que parecem estar emitindo luzes infravermelhas.


Embora vários candidatos já terem sido descobertos, determinar as origens da luz infravermelha ainda é um grande desafio para a ciência.


“Distinguir os resíduos de calor da poeira astrofísica será muito difícil e, em muitos casos, prova que encontrar alienígenas será ainda mais difícil”, disse o líder da equipe de Jason Wright.



















Read More

Plâncton descoberto fora da estação espacial

estacao espacial Plâncton descoberto fora da estação espacial


Os astronautas ficaram perplexos após encontrarem vestígios de plâncton do mar no exterior da estação espacial.


Os organismos foram descobertos agarrados às janelas e paredes externas da estação. De alguma forma, estes seres encontraram uma forma de sair dos oceanos para fora da Terra.


“Os resultados do experimento são absolutamente únicos”, disse o chefe da estação espacial, o cientista russo Vladimir Solovyev. “Nós encontramos vestígios de plâncton do mar e partículas microscópicas na superfície da estação. Isto deve ser mais estudado.”


Os cientistas acreditam que os organismos poderiam ter sobrevivido no exterior da estação por um longo tempo e podem estar lá desde os estágios iniciais da construção dos módulos.


O plâncton encontrado parece ser o tipo comum encontrado na superfície dos oceanos da Terra porém os espécimes recuperados não são nativos de Baikonur, no Khazakstan, a área na qual os componentes da estação foram originalmente lançados.


“Este não é típico de Baikonur”, disse Solovyev. “Isso significa que há algumas correntes de ar edificantes que chegam à estação e se instalam em sua superfície”.



















Read More

Russos encontram micróbios extraterrestres na Estação Espacial Internacional

No dia 19 de agosto passado, o site ITAR-TASS reportou que cientistas russos encontraram vida microbiana na superfície da Estação Espacial Internacional (sigla em inglês ISS). Os russos detectaram primeiramente... Leia mais »


The post Russos encontram micróbios extraterrestres na Estação Espacial Internacional appeared first on OVNI Hoje!.





Read More

OVNI / UFO dourado é fotografado em Sacramento, Califórnia – EUA

Uma mulher viu um OVNI brilhante no céu em Sacramento, Califórnia – EUA, em dois dias diferentes. A testemunha, Sunda Baker, estava caminhando para casa na tarde de 09 de... Leia mais »


The post OVNI / UFO dourado é fotografado em Sacramento, Califórnia – EUA appeared first on OVNI Hoje!.





Read More

Teria um OVNI aparecido na cidade de Ouro Preto, MG – Brasil, durante a Copa do Mundo de 2014?

Um artigo, escrito por Cristian Riffo, foi publicado no site do jornal chileno diarioeldia.cl, o qual fala sobre um OVNI que teria parecido na cidade de Ouro Preto, MG –... Leia mais »


The post Teria um OVNI aparecido na cidade de Ouro Preto, MG – Brasil, durante a Copa do Mundo de 2014? appeared first on OVNI Hoje!.





Read More