19 fevereiro 2014

ET de Varginha estaria escondido no Pavilhão 18 da Unicamp

unicamp pavilhao 18 ET de Varginha estaria escondido no Pavilhão 18 da Unicamp


Pelo menos é o que diz o site Brasil OnLine, mantido pelo portal UOL. De acordo com o jornalista, a universidade teria um abrigo especial para criaturas extraterrestres e teria conquistado a fama de maior centro brasileiro de pesquisa sobre a vida fora da Terra.


A publicação diz ainda que ufólogos teriam “apelidado” a Unicamp de “Área 51 brasileira” devido aos projetos e pesquisas desconhecidas que vem sendo realizadas no local. Entre as criaturas já capturas estaria o ET de Varginha (MG), que teria sido trazida para a Unicamp.


“O Exército foi até o local, mas o ET não estava mais lá e tinha sido retirado numa ambulância. Os militares foram atrás dela e a interceptaram. O ET foi retirado da ambulância e levado para a Unicamp, onde foi pesquisado. Foi um dos casos mais importantes da ufologia de todo o mundo. E há muitas testemunhas”, diz afirmou José Fernando de Moraes Pinto, biólogo e estudioso do tema.


O laboratório de testes da Unicamp ainda teria criaturas de outros planetas mortas e também vivas, que estariam sendo armazenadas abaixo da terra, em um local conhecido como “Pavilhão 18″. Algumas pessoas disseram ao BOL que soldados do Exército, com armas de calibre grosso, e também seguranças particulares, rondam o local durante todo o dia.


“O motivo de ser subterrâneo é controlar os poderes mentais dos ETs e evitar que eles tentem se comunicar com seus pares por telepatia”, disse o ufólogo Ricardo Roehe. “Todos os ETs capturados em Varginha estão lá, assim como os chupa-cabras capturados vivos ou mesmo os abatidos no interior do país”, disse.


Por sua vez, a Unicamp negou qualquer presença de extraterrestres no local. “Não procede a informação de que a Unicamp estaria desenvolvendo pesquisas ou abrigando supostos extraterrestres em suas dependências”, afirma a universidade.


“A instituição interpreta o assunto como um mito que prosperou no imaginário popular e nega qualquer afirmação ou insinuação a esse respeito”, completa a nota oficial.



















Read More

OVNIs pretos são fotografados em Rhode Island, EUA

ovnis rhode island OVNIs pretos são fotografados em Rhode Island, EUA


Um casal viajando pela estrada em West Greenwich, Rhode Island, avistou um par de discos pretos pairando no ar.


Eles resolveram tirar algumas fotos, e em seguida resolveram parar no acostamento para um olhar mais atento. No momento que pararam o carro, os OVNIs se foram.


O casal relata que o avistamento foi por volta das 5h30 no dia 31 de janeiro de 2014. Seus testemunhos e fotos foram enviadas para a Mutual UFO Network (MUFON).


“Eu e meu namorado estávamos dirigindo pela estrada quando vi dois discos pretos pairando no céus. Eu disse ao meu namorado para olhar e ele registrou uma série de imagens que mostram os objetos no céu pairando. Eram circulares e não tinham luzes. Ao parar o carro, eles foram embora”, disseram.



















Read More

Bola de Fogo fotografada em Cornwall, Inglaterra

ovni fogo inglaterra Bola de Fogo fotografada em Cornwall, Inglaterra


Um fotógrafo acidentalmente capturou uma bola de fogo em uma foto que ele tirou em Cornwall, Inglaterra.


Michael Potter recentemente fotografava Mounts Bay, ao largo da costa da Cornualha, quando notou uma anomalia em suas fotos. Em entrevista ao jornal local, ele diz ter percebido uma “mancha solar aparente sobre parte da imagem.”


Na fotografia, um pequeno objeto parece cruzar o céu do lado esquerdo. Ela é, provavelmente, um grande pedaço de rocha com 4,3 bilhões de anos de idade, que teria se chocado contra a atmosfera da Terra a uma velocidade fantástica.


ovni fogo inglaterra 2 Bola de Fogo fotografada em Cornwall, Inglaterra


Aquecido pela fricção, uma bola de fogo pode chegar a 1.500 graus centígrados, e sua presença revela uma interminável quantidade de meteoros que caem sobre nós dia e noite.


Apesar de bolas de fogo que cruzam os céus são geralmente identificados como meteoritos ou lixo espacial, esta pode não ser o caso do objeto na foto. É provável que ele teria visto uma bola de fogo, cruzando o céu. Mas ele diz que não viu nada enquanto tirava as fotos e questiona a explicação de meteoritos.


A explicação mais provável para a bola misteriosa talvez seja o próprio sol brilhando fora lente da câmera. E essa probabilidade é apoiada pelo fato de que já há flares visíveis na foto.



















Read More

Cientista acredita que evidências de vida alienígena em Marte foram destruídas

richard hoover foto e1392864315674 Cientista acredita que evidências de vida alienígena em Marte foram destruídas O astrobiólogo Richard Hoover passou mais de 46 anos trabalhando na NASA e, se tornou conhecido internacionalmente por suas pesquisas sobre microfósseis em meteoritos. Hoover já publicou vários artigos em que ele afirma a descoberta de vida extraterrestre em meteoritos.


Embora não trabalhe mais para a NASA, ele mantém uma investigação controversa para fortalecer a ideia de que a vida não se restringe a Terra. “Estou absolutamente convencido de que a vida não se restringe ao planeta Terra, porque eu encontrei os restos de formas de vida que são absolutamente e, conclusivamente, extraterrestre.”


Em 2004, o Rover Opportunity registrou uma estrutura fascinante em Marte que mostrava as características estruturais que são consistentes com organismos na Terra, conhecidos como crinóides. No entanto, a rocha em Marte, após a fotografia ter sido feita, destruída pelas ferramentas do robô.


estrutura marte Cientista acredita que evidências de vida alienígena em Marte foram destruídas

O crinoide potencialmente fossilizado.


estrutura marte 2 Cientista acredita que evidências de vida alienígena em Marte foram destruídas

Área destruída pela ferramenta de abrasão do Rover.


Hoover afirma que ele pediu ao astrobiólogo da Nasa David McKay para explicar por que uma estrutura tão interessante foi destruída. A agência tentou explicar foi feita uma tentativa de “olhar para o interior à procura de carbono.”


Mas Hoover tem um problema com esta resposta. Ele explica: “Bem, o problema é que qualquer um no campo da paleontologia sabe que você não tem que encontrar carbono para encontrar fósseis”.


Para explicar melhor, Hoover ofereceu esta analogia:


“Se um paleontólogo encontra uma rocha contendo um fóssil interessante na Terra, você nunca veria um paleontólogo dizer, ‘Isso pode representar um novo gênero de vida na Terra. Onde está o meu martelo? Eu quero quebrar isso em pedaços”.


Embora Hoover não seja o primeiro a questionar este evento de 2004, é interessante ouvir a opinião de alguém anteriormente associado com a NASA.




















Read More

Espaço do Leitor: OVNIs e ETs salvando a humanidade desde sempre

O seguinte vídeo, com informações agregadas de muitas fontes, nos foi enviado pelo leitor Luiz Aurélio e apresenta a opinião da equipe Transição Planetária de que os extraterrestres têm estado... Leia mais »


Read More

Falha transmissão ao vivo de asteroide que passou ‘próximo’ à Terra

Ontem (18/2), milhares de pessoas ficaram ligadas na Internet, na esperança de assistirem um enorme asteroide que estava passando ‘próximo’ à Terra. Mas bem na hora que a enorme rocha... Leia mais »


Read More