31 dezembro 2007

glossario - D - 1


Angel Letter D.jpgDaath: (hebreu) Undécimo Séfira, resultado da reunião de Chokmah e Binah. A primeira é a concepção, a segunda o objeto concebido; a primeira é a compreensão, a segunda a verdade. Ambas engendram a Daath, a Ciência, o Conhecimento, que os Cabalistas não enumeram por tratar-se de um Princípio anexo e dependente, se bem que de grande importância oculta.

Daigidan: (jap.) Grande dúvida; a virtude do Discernimento. É um dos Três Pilares do Zen.

Daioshô: (jap.) Grande monge; termo honorífico de mestres Zen.

Daishikan: (jap.) Grande raiz de fé; a virtude da Fé Consciente. Um dos Três Pilares do Zen.

Daitoku-Ji: (jap.) Monastério da Grande Virtude; um dos maiores monastérios Zen de Kyôtô, no Japão.

Dakini: (tib. Ka[N]Dro[Ma]/ Mka' Gro [Ma]) No budismo vajrayana, ser de sabedoria feminino, "irado", que trasmite ensinamentos tântricos. Deva ligado intimamente ao Elemento Etérico do Ar. Aspecto mágico da Mãe Divina.

Dalai Lama: (tib. Ta La Li Bla Ma) Oceano de Sabedoria; título honorífico concedido pelo príncipe mongol Althan Kham ao líder da escola tibetana Gelug, em 1578. Samael nos diz que o Dalai Lama é um grande Adepto da Loja Branca. Totalmente desperto espiritualmente. Bodhisatva do Deus Avalokiteshvara.

Damkina: "Esposa Fiel", deusa suméria, consorte de Enki, deus do Absu em Eridu.

Dana: (sânscr. e páli) Generosidade; um dos seis Paramitas.

Dangyô: (jap.) Veja Liu-Tsu-Ta-Shih Fa-Pao-T'an-Ching.

Dante Alighieri: (1265-1321) Célebre poeta italiano. Escreveu entre outras obras: "A Divina Comédia", na que descreve magistralmente as nove regiões submersas do inframundo. O mestre Samael nos diz que Dante é um grande Ressurrecto e que e que atualmente em Florença (na Itália) com o mesmo corpo daquele mesmo corpo de então.

Darshana: (neutro) Ponto de vista, enfoque, nome genérico dado a todas as grandes escolas do hinduísmo tradicional (Yoga, Vedanta etc.).

Demiurgo: (grego) Artífice. O Supremo Poder que construiu o Universo. A Alma Universal ou Princípio Ativo do Mundo. A Hoste dos Grandes Arquitetos do Universo.

Dep: (egípcio) Senhores de Dep, ou Mundo da Mente. Na Cabala hebraica, os Arcanjos.

Depressão: (Psicol.) Um estado psicológico caracterizado por falta de energia. Energia esta que não está disponível à consciência mas regredida no inconsciente remexendo seus conteúdos (fantasias, memórias , desejos, etc) que para o bem de nossa saúde psicológica necessitam ser trazidos à luz da consciência e examinados. Desta forma a depressão deve ser entendida como uma compensação inconsciente cujo conteúdo deve ser tornar consciente para que seja totalmente efetivo. A depressão não é necessariamente patológica. Ela geralmente anuncia a renovação da personalidade ou um surto de atividade criativa. Conforme Jung, em nossas vidas existem momentos quando viramos uma nova página. Novos interesses e tendências aparecem e que até então ainda não tinham sido percebidos, ou existe uma mudança repentina de personalidade. Durante o período de incubação de tal mudança nós freqüentemente experimentamos uma perda da energia consciente. Leia também abaissement du neveau mental.

Der: Cidade a Leste do Tigre, no Norte da Babilônia. Deus patrono: Ishtaran.

Dessoto: (Efrain Villegas Quintero) Mestre da Loja Branca, do Raio da Sabedoria Grega e também do Raio da Força. Discípulo de Samael Aun Weor. Misionário Gnóstico Internacional, autor de numerosas obras, entre elas: O Grande Câmbio, Revolução Integral, Transformação Radical etc. Dessoto se encarnou na Grécia como um dos 7 Grandes Sábios gregos, Thales de Mileto. Em uma de suas encarnações gregas, esse mestre visitou Cesar e tentou ajudá-lo a se lembrar quem Ele era. Samael teve como uma de suas 3 encarnações romanas Júlio Cesar. Mas, como o cesar, ele não se importou muito com a auto-realização espiritual. Com o passar dos Ciclos de Reencarnações, esses dois mestres voltaram a se reencontrar, porém Samael estava levantado e Dessoto caído. Mestre de 2ª de Mistérios Maiores.

Deva: (sânscr. e páli) Deus, divindade; um dos seus Gati.

Devadasi: (feminino) Servidora do senhor, erroneamente chamada de prostituta sagrada.

Dhammapada: (páli) Parte do Khuddhaka-Nikaya, com 426 versos sobre o ensinamento budista.

Dharani: (sânscr.) No budismo Mahayana, pequenas escrituras com sílabas de significado simbólico, geralmente mais longos que os Mantras.

Dharma: (masculino; sânscr.; páli Dhamma; chin. Fa; jap. Hô; tib. Chö/ Chos) O ensinamento de Buda, uma das Três Jóias (Triratna); com letra minúscula, dharma geralmente se refere a um fenômeno ou manifestação da realidade. Ordem do mundo em todas as suas manifestações (cósmica, social, religiosa etc.), designa também o conjunto das normas tradicionais do hinduísmo clássico.

Dharmachakra: (sânscr.; páli Dhammachakkra) Roda do Dharma; o símbolo do budismo.

Dharmaguptaka: (sânscr.; páli Dhammaguttika; chin. Lü-Tsung; jap. Ritsu[-Shû]) Protetor do Ensinamento; escola fundada pelo monge indiano Dharmaguptaka, pertencente ao grupo Sthavira.

Dharmakaya: (sânscr.; tib. Chöku/ Chos Sku) Corpo do Dharma; um dos três corpos (Trikaya).

Dharmakirti: Monge indiano (século 7) da filosofia Yogachara.

Dharmapala: Guardião dos ensinamentos, protetor do Dharma. Mestre-guerreiro do mundo astral, pertence ao Raio da Força e que atua especialmnte na libertação do Tibet.

Dhiana: (neutro, sânscr.; páli Jhana; chin. Ch'an; jap. Zen; tib. Samten/ Bsam Gtan) Concentração, absorção meditativa. Meditação, processo de interiorização encaminhado a lograr uma transmutação e um despertar da Consciência.

Dhiani-Buda: (masculino; sânscr.) Buda meditacional; no budismo Mahayana, os cinco budas transcendentes que representam os aspectos da mente iluminada; Vairóchana, Amithaba, Amoghasidhi, Akshobhya e Ratnasambhava. Diz-se dos budas situados em diversas partes do Mandala, aos quais o adepto irá reconhecendo no curso de sua meditação. Em nosso ciclo evolucionário do Sistema Solar, os principais Dhiani-Budas são 7, que correspondem aos 7 Arcanjos ou Espíritos diante do Trono de Deus, da tradição gnóstica: Gabriel, Rafael, Uriel, Michael, Samael, Zacariel e Orifiel.


Read More

Curiosidades Bíblicas


amor.jpgHá muitos fatos curiosos na Bíblia. O primeiro é que o nome grego Bíblia significa livros, que é do que a Bíblia é formada. Existe também muita especulação sobre a manipulação da Igreja Católica quanto ou conteúdo bíblico, já que conhecemos apenas a tradução autorizada por eles. Umas das supostas verdades escondidas seria o fato de Jesus ter sido casado.


Estudiosos afirmam que naquela época, e naquela cultura, um homem da idade de Jesus já deveria ter se casado. Eles afirmam ainda que sua esposa era Maria Madalena, e que ela só ficou conhecida como meretriz para encobrir a verdade. E vão ainda mais fundo, há pessoas que afirmam que existem provas de que Jesus queria que Maria Madalena comandasse a Igreja depois de sua morte e que eles tiveram um filho.


Outras pessoas afirmam que Jesus teve irmãos legítimos. O fato é que nada foi provado até hoje, apesar de alguns raciocínios terem nexo. Fora essas suspeitas, ainda temos muito fatos curiosos retirados, verdadeiramente, da Bíblia. Vamos conferir.


A arca de Noé tinha 134 m x 23 m x 14 m. Isso daria uma área total, em seus 3 andares, 9.250 m2 e um volume de 43.150 m3. Esse tamanho se aproxima dos navios de hoje. Depois de construir sua arca, Noé permaneceu dentro dela, com sua família e os animais, 375 dias. O estranho, é que Noé já tinha 600 anos quando acabou de construí-la!


Você sabia que Joquebede, que era a mãe de Moisés, recebeu um salário para criá-lo? E que a única mulher que tem a idade citada em toda a Bíblia é Sara? Ou ainda que Maersalalhasbaz é o mair nome escrito na Bíblia - e o mais estranho, diga-se de passagem! Ele significa filho de Isaías.


Jesus seria um excelente economista, porque nunca ninguém conseguiu fazer um investimento render tanto quanto Ele. Com 5 pães e 2 peixes foi possível alimentar aproximadamente 5mil pessoas! E não é só isso… sobraram ainda 12 cestos cheios de comida!


Na Grécia havia uma moeda chamada Talento, que valia algo em torno de 3000 reais. No entanto, recebeu apenas 30 moedas de prata - que não valem nem 50 reais - por entregar Jesus. fonte


Read More

30 dezembro 2007

cores e sensasoes


67.jpg


Branco: Paz / Pureza / Batismo / Casamento / Hospital / Neve / Frio / Palidez / Vulnerabilidade / Dignidade / Divindade / Harmonia / Inocência

Preto: Noite / Sujeira / Carvão / Enterro / Medo / Morte / Maldição / Pessimismo / Negação / Tristeza / Opressão / Dor

Vermelho: Guerra / Sangue / Perigo / Vida / Fogo / Mulher / Conquista / Masculinidade / Força / Energia / Movimento / Violência / Excitação / Emoção / Ação

Laranja: Outono / Pôr-do-sol / Calor / Luz / Raios / Robustez / Euforia / Alegria / Amigos / Apetite / Prazer / Senso de humor

Amarelo: Ouro / Sol / Calor / Palha / Luz / Verão / Conforto / Idealismo / Espontaneidade / Euforia / Alegria / Expectativa / Criatividade

Verde: Primavera / Natureza / Floresta / Folhas / Mar / Vida / Bem-estar / Tranqüilidade / Segurança / Liberdade / Juventude / Firmeza / Coragem / Esperança

Azul: Céu / Frio / Mar / Tranqüilidade / Espaço / Fantasia / Infinito / Afeto / Noite / Serenidade / Credibilidade

Roxo: Igreja / Sonho / Mistério / Dignidade / Egoísmo / Grandeza / Espiritualismo / Sexualismo

Marrom: Chocolate / Café / Terra / Frio / Melancolia / Desconforto

Rosa: Feminilidade / Criança / Calma / Afeto / Delicadeza via


Read More

29 dezembro 2007

Receitas e rituais que vão te dar sorte em 2008.


Bebida:
A champanha, ou champagne, é a bebida ideal para festas, principalmente de final de ano. Bebida nobre, ela deve ser servida bem gelada e em taças de cristal para brindar a chegada do novo ano.
Lentilha:
Segundo a tradição, devemos comer lentilha ou, na falta desta, feijão. Acredita-se os grãos que aumentam de volume durante o cozimento trazem fortuna.
Uvas pretas:
O folclore recomenda comer sete bagos de uvas pretas. Assim, o indivíduo atrairá prosperidade para o ano que chega.
Romã:
Há a crença de que caroços de romã podem trazer boa sorte. Deve-se comer uma romã e guardar sete de seus caroços na carteira.
Frutas secas ou cristalizadas:
A tradição manda comer pêssego, figo, amêndoa ou avelã para se ter mais sorte e fortuna.
Carnes:
Segundo as crenças populares, aves não devem ser preparadas na ceia de ano novo, porque ciscam para trás e possuem asas. Sendo assim, fariam a felicidade voar embora. É aconselhável preparar carnes como boi, cordeiro e principalmente porco, animal que fuça e empurra a terra para frente. Peixes como atum, bacalhau e salmão, considerados peixes "destemidos", também são recomendados.


Por: Asttro


Read More

28 dezembro 2007

Pleíades (a subtil vibração de amor e harmonia)


Em Pleíades repousam almas Egípcias alinhadas pelas pirâmides em encantamentos mágicos e ritos para irem para lá, não considerando espaço nem tempo, mas iluminação espiritual.
Estas almas sabem toda a alquímia elemental da natureza Universal e estão lá para alquimia de elementos naturais dos planetas e conceber as primeiras formas de vida com a ajuda de DEUS quem lhes âmpara a sua Luz estacionária no tempo e no espaço e num paralelo para lá do físico: eterno e intemporal.

São sabedorias iluminadas vindas dos ensinamentos das próprias estrelas que brilham no céu, pelo amor a elas e á sua Terra juntaram-se aqui e disseram-me que sou um bicho com cornos...sentado no meu trono existêncial.

Haja de facto paz para que estes seres de luz resultantes de Sacerdotes, Faroós e outros homens iluminados vivam na calma do seu tempo trazendo novos planetas de vida inteligente e congregada a consciência acima das próprias criações fisícas.

O espírito esse vive sempre no coração de cada um ….
O espírito primordial que alimenta o homem é calma, paz, reflexão sobre os seus erros sem os manifestar sobre os outros.
A razão é tomada pelo correcto pensamento é não pelo ódio e fúria constantes que levam á incoerência de ideias.
O homem não deve ignorar deve compadecer-se dos seus erros perante as circunstâncias da vida.
O ignorar leva a que não se constitua os sentimentos certos…é a negação sobre si próprio.
O esquecimento é algo que deve subsistir sobre a ignorância…..é algo que o tempo trás sobre o pensamento correcto e o livre curso da vida.
Os prazeres do Homem condenam-no ao sofrimento e á irreflexão consistente das suas ideias.
No prazer existe desconsideração em criar massa de pensamento crítico é um refúgio de defeitos e faltas de virtude ……
O prazer e os vícios cobram vida. O amor deve ser manifestado de forma sincera.

Pleiadianos
São irmãos estelares da constelação das pleíades que dista cerca de 45 anos-luz da terra.
Esse grupo de pessoas vive em geral na 5ª dimensão da consciência e é representado por grupos distintos, todos aparentados com a nossa forma humana, sendo em geral caucasianos, muito belos e amorosos, amantes da arte, em todas as suas formas, principalmente a música.
Esses irmãos estão direccionando o Portal 12:12 que establece um mínimo de 63% de energia cármica transmutada em luz, para que as pessoas possam acessá-lo. Esse grupo das pleiades está subdividido em 3 grupos iniciais e 13 grupos raciais internos que ajudam no resgate, através de distintas tarefas, que vão desde a protecção orbital, limpeza magnética, desactivação dos armamentos orbitais da terra, sustentação do portal 12:12 e dos pontos de ancoragem da energia conhecida como cinturão de fotões, que é uma outra extensão da actual projecção dos 22 Raios de Alfa & Ómega que estão a chegar á Terra.
Esse cinturão de fotões tem relação com outras tarefas desse grupo no que diz respeito á alteração orbital do sistema solar. Donos de uma elevada tecnologia, são seres ligados à hierarquia do comandante Jeová. A sua participação em alguns casos pode ser feita no plano fisíco através de comandos avançados que, por diversas vezes, já estiveram na Terra recentemente. Outros são efectuados através de canalização e trabalhos de cura junto com outros grupos estelares.
O trabalho desses grupos também está direccionado para ajuda psíquica e estudos das distintas actuações dos corpos subtis da humanidade nos diversos campos em que cada um actua.

Foram os senhores da minha requalificação energética, onde o corpo Astral e o emocional deixam de existir, e passei a ser um SER de nova geração com o padrão genético GNA a vibrar a partir da 5ª dimensão que em geral está acima da maioria das manifestações..
Muitos dos novos Seres Humanos que virão ao mundo terão maior inteligência e novas variações de genoma que lhes permitirão ir mais além do que as gerações passadas.

É de salientar que há uma guerra directa entre MIB's e existe mesmo um governo secreto contra os comandos estelares que vão aparecendo na terra, existem forças nefastas e há que fazer uma desmagnetização pesada contra as forças das trevas.
E é claro que há agentes secretos que conhecem os fenómenos OVNI e têm contactos com este tipo de manifestações, o uso que lhes dão é tentarem se apoderar da sua tecnologia para conceber artefactos nefásticos á Humanidade na 3ª dimensão.
Um exemplo disso é a tão referida Arma de espectros iónicos e tambem uma espécie de irradiador de raios em vários comprimentos de onda para alterar o tempo, um bom uso para situações de guerra, para criar intempéries.

Isto porque a forma de estar no mundo, como pensarão e agirão os próximos Humanos que nascerão depende do próprio Astral terrestre, que como já referi é um repositório das acções do Homem, há em si registos magnéticos cármicos.

Estes trabalhadores de Luz vindos de vários pontos da galáxia abraçam a vida e curam o lado espiritual da Terra dos seus males, tentam que os proximos homens sejam mais iluminados, de maior consenso , que vivam em maior equilibrio com a próprio Biosfera.
Haverão certamente novas opções energéticas, e uma miríade de novas invenções que terão sempre os dois lados do uso : para o bem ou para o mal. via


Read More

bibliotecario


book.png[url= http://w13.easy-share.com/1185321.html]Como_identificar_os_truques_do_marketing_eleitoral.doc[/url] (27,00 KB)
[url= http://w13.easy-share.com/1183096.html]arte_de_canalizar.pdf[/url] (25,44 KB)
[url= http://w13.easy-share.com/1182953.html]Ap ócrifo de Maria Madalena.doc[/url] (24,00 KB)
[url=http://w13.easy-share.com/1183563.html]Astrologia Budista.pdf [/url] (22,77 KB)
[url=http://w13.easy-share.com/1182949.html]Apócrifo de João.doc[/url] (21,00 KB)
[url= http://w13.easy-share.com/1181548.html]A.linguagem.da.Alquimia.htm[/url ] (19,63 KB)
[url=http://w13.easy-share.com/1183756.html]Banhos.Energeticos.rtf[/url ] (18,54 KB)
[url=http://w13.easy-share.com/1183842.html]Chi Kung - Ejercicios de respiracion.pdf [/url] (17,25 KB)
[url= http://w13.easy-share.com/1181555.html]A.pedra.filosofal.pdf[/url ] (13,98 KB)
[url=http://w13.easy-share.com/1183716.html]Atitudes que prejudicam o marketing pessoal.pdf[/url] (9,24 KB)
[url=http://w13.easy-share.com/1183755.html]Banhos.de.Limpeza.rtf[/url ] (5,47 KB)
[url= http://w13.easy-share.com/1185285.html]Como usar o Pêndulo.txt[/url] (3,28 KB)
[url=http://w13.easy-share.com/1185502.html]Constituicao do Brasil.pdf [/url] (463,38 KB)
[url=http://w13.easy-share.com/1185524.html]Construindo uma Vida- Roberto Justus.doc [/url] (503,00 KB)
[url= http://w13.easy-share.com/1185573.html]Conceito Rosacruz do Cosmos.prn.pdf[/url] (1,72 MB)
[url=http://w13.easy-share.com/1185590.html]Como_Ouvir_Pessoas.pdf[/url ] (709,79 KB)
[url=http://w13.easy-share.com/1185600.html]Contatos por EVP e contatos via rádio.doc[/url] (76,50 KB)
[url= http://w13.easy-share.com/1185606.html]Construindo_um_Transmissor_Infravermelho_para_PC.pdf[/url ] (279,30 KB)
[url=http://w13.easy-share.com/1185611.html]Controle.e.dominio.do.pensamento.pdf[/url ] (16,56 KB)
[url=http://w13.easy-share.com/1185612.html]Conde J. W. Rochester - Episódio da Vida de Tibério (rev) (doc).doc[/url] (2,06 MB)
[url=http://w13.easy-share.com/1185626.html]Corrente_continua.pdf[/url ] (124,83 KB)
[url= http://w13.easy-share.com/1185639.html]Contra o Estado - Notas Esparsas sobre os Filmes Nell e Matrix.pdf[/url] (450,19 KB)
[url=http://w13.easy-share.com/1185640.html]Conceito Rosacruz do Cosmos - Max Heindel.doc[/url] (1,20 MB)
[url= http://w13.easy-share.com/1185654.html]Criatividade.pdf[/url ] (112,22 KB)
[url=http://w13.easy-share.com/1185659.html]Conversando.Com.Deus.Joseph.Murphy.2.2.doc[/url ] (639,16 KB)
[url=http://w13.easy-share.com/1185666.html]Criação de Coelho.pdf[/url] (203,09 KB)
[url= http://w13.easy-share.com/1185670.html]Criatividade Editorial.pdf[/url] (87,37 KB)
[url=http://w13.easy-share.com/1185674.html]Criatividade Visual.pdf [/url] (69,01 KB)
[url=http://w13.easy-share.com/1185682.html]Cronicas_de_Raquel_de_Queiroz.doc[/url ] (63,00 KB)
[url= http://w13.easy-share.com/1185699.html]COSMOGÊNESE.pdf[/url] (806,83 KB)
[url=http://w13.easy-share.com/1185703.html]Crowley.Aleister.-.Magia.En.Teoria.Y.Practica.DOC[/url ] (81,50 KB)
[url=http://w13.easy-share.com/1185738.html]crueldadepobreza.pdf[/url ] (425,83 KB)
[url= http://w13.easy-share.com/1185739.html]Curso Básico de Radiestesia Prática.doc[/url] (165,50 KB)
[url=http://w13.easy-share.com/1185751.html]Curso Completo de Italiano.pdf[/url] (223,13 KB)
[url=http://w13.easy-share.com/1185760.html]CURSO COMPLETO DE TECNICA VOCAL.pdf[/url] (385,35 KB)
[url= http://w13.easy-share.com/1185789.html]Curso Básico de Astrologia.pdf[/url] (1,46 MB)
[url=http://w13.easy-share.com/1185819.html]Curso de Arabe.pdf [/url] (924,91 KB)
[url=http://w13.easy-share.com/1185889.html]Curso De Astrologia - 90 Paginas.doc[/url] (840,00 KB)
[url= http://w13.easy-share.com/1185914.html]Curso de Frances.pdf [/url] (230,96 KB)
[url=http://w13.easy-share.com/1185963.html]Curso Básico de C++ em Portugues.pdf [/url] (3,23 MB)


http://poupatempo.blogspot.com


Read More

27 dezembro 2007

efeito Forer (também conhecido como efeito P.T. Barnum e validação subjetiva)


cara_de_mao.gifO Efeito Forer ou Barnum é também conhecido como efeito da validação subjetiva ou efeito da validação pessoal. (A expressão "efeito Barnum" parece ter sido originada pelo psicólogo Paul Meehl, em consideração à reputação do circense P.T. Barnum como mestre da manipulação psicológica.)


O psicólogo B. R. Forer descobriu que as pessoas tendem a aceitar descrições de personalidade vagas e generalizadas como se fossem aplicáveis unicamente a si próprias, sem perceber que a mesma descrição poderia se encaixar em praticamente qualquer pessoa. Considere o texto seguinte como se tivesse sido oferecido como avaliação da sua personalidade.



Você sente necessidade de que outras pessoas gostem de si e o admirem, e ainda assim tende a ser crítico em relação a si mesmo. Embora tenha algumas fraquezas de personalidade, geralmente é capaz de compensá-las. Você tem uma considerável capacidade não utilizada, que ainda não usou a seu favor. Disciplinado e com auto-controle por fora, tende a ser preocupado e inseguro no íntimo. Às vezes tem sérias dúvidas sobre se tomou a decisão correta ou fez a coisa certa. Prefere uma certa mudança e variedade, e fica insatisfeito quando é cercado por restrições e limitações. Também se orgulha de pensar de forma independente, e não aceita afirmações de outros sem provas satisfatórias. Mas descobriu que não é recomendável ser excessivamente sincero ao se revelar para outras pessoas. Às vezes é extrovertido, afável e sociável, embora às vezes seja introvertido, cauteloso e reservado. Algumas das suas aspirações tendem a ser irrealistas.



Forer deu um teste de personalidade aos alunos, ignorou suas respostas e entregou a cada um deles a avaliação acima. Pediu a eles que avaliassem a descrição com uma nota de 0 a 5, com "5" significando que o aluno achava a avaliação "excelente" e quatro significando "boa". A média da classe foi 4,26. Isso ocorreu em 1948. O teste foi repetido centenas de vezes com estudantes de psicologia e a média ainda gira em torno de 4,2.


Em resumo, Forer convenceu as pessoas de que podia ler suas personalidades com sucesso. A exatidão surpreendeu as pessoas testadas, embora a análise de personalidade tenha sido tirada de uma coluna de astrologia de banca de revista e tenha sido apresentada a pessoas sem nenhuma relação com seu signo solar. O efeito Forer parece explicar, ao menos em parte, por que tantas pessoas acham que pseudociências "funcionam". Astrologia, astroterapia, biorritmos, cartomancia, quiromancia, o eneagrama, métodos de ler a sorte, grafologia, etc. parecem funcionar porque parecem oferecer análises acertadas de personalidade. Estudos científicos dessas pseudociências demonstram que elas não são ferramentas válidas de avaliação de personalidade, embora todas tenham muitos clientes satisfeitos que estão convencidos de que são acuradas.


As explicações mais comuns para o efeito Forer são relacionadas com esperança, influência dos desejos, vaidade e tendência em procurar sentido nas experiências, embora a explicação do próprio Forer tenha sido baseada na credulidade humana. As pessoas tendem a aceitar afirmações sobre elas proporcionalmente a seu desejo de que sejam verdadeiras, em vez de em proporção à exatidão empírica dessas afirmações em relação a um padrão não subjetivo. Tendemos a aceitar afirmações questionáveis, mesmo falsas, sobre nós mesmos se as considerarmos suficientemente positivas ou lisonjeiras. Freqüentemente damos interpretações bastante liberais a afirmações vagas ou inconsistentes sobre nós mesmos para fazer com que elas ganhem sentido. Os que buscam aconselhamento de paranormais, médiuns, videntes, pessoas que lêem a mente, grafólogos, etc. freqüentemente ignoram afirmações falsas ou questionáveis e, em muitos casos, através de suas próprias palavras e atitudes, fornecem a maior parte das informações cuja origem erroneamente atribuem ao conselheiro pseudocientífico. Muitas dessas pessoas freqüentemente sentem que os conselheiros forneceram a elas informações profundas e pessoais. Essa validação subjetiva, no entanto, não tem valor científico.


O psicólogo Barry Beyerstein acredita que "a esperança e a incerteza evocam processos psicológicos poderosos que mantêm em atividade todos os que lêem personalidades por meios ocultos e pseudocientíficos". Tentamos constantemente "encontrar sentido na avalanche de informações desconexas que encontramos diariamente", e "tornamo-nos tão bons em completar as coisas de forma a obter um quadro razoável a partir de dados incoerentes que às vezes encontramos sentido onde ele não existe". Freqüentemente preenchemos as lacunas e oferecemos uma imagem coerente do que ouvimos e vemos, embora um exame cuidadoso das evidências pudesse revelar que os dados são vagos, confusos, obscuros, inconsistentes, ou mesmo ininteligíveis. Médiuns, por exemplo, muitas vezes fazem tantas questões desconexas e ambíguas em uma rápida sucessão que dão a impressão de ter acesso a conhecimentos pessoais sobre seus clientes. De fato, o paranormal não precisa ter qualquer informação sobre a vida pessoal do cliente, já que este irá, voluntariamente ou não, fornecer todas as associações e validações necessárias. Os paranormais são auxiliados nesse processo pelo uso de técnicas de leitura a frio.


David Marks e Richard Kamman argumentam que




uma vez que seja encontrada uma crença ou expectativa, especialmente alguma que resolva incertezas desconfortáveis, isso predispõe o observador a notar novas informações que confirmem a crença, e a ignorar evidências em contrário. Esse mecanismo auto-perpetuante consolida o erro original e cria uma confiança exagerada, na qual os argumentos dos opositores são vistos como fragmentados demais para desfazer a crença adotada.




Pedir a um conselheiro pseudocientífico que faça o inventário de personalidade de um cliente é uma situação cheia de armadilhas que podem facilmente induzir a pessoa mais bem intencionada ao erro e ao engano.


Barry Beyerstein sugere o seguinte teste para determinar se a aparente validade das pseudociências mencionadas acima pode ou não se dever ao efeito Forer, à predisposição para a confirmação, ou a outros fatores psicológicos. (Nota: o teste proposto também usa validação subjetiva ou pessoal, e não tem como objetivo testar a precisão de qualquer ferramenta de levantamento de personalidade, mas sim a neutralizar a tendência ao auto-engano nessas questões.)




… um teste adequado deveria primeiramente obter leituras feitas para um grande número de clientes, e então remover os nomes dos perfis (codificando-os de forma que possam mais tarde ser associados a seus respectivos donos). Após cada um dos clientes ler todos os perfis de personalidade, seria solicitado a cada um que escolhesse aquele que melhor o descrevesse. Se o leitor tiver realmente incluído material unicamente pertinente o bastante, os membros do grupo, em média, devem ser capazes de exceder o esperado pelo acaso ao escolher, do conjunto de perfis, qual o seu.




Beyerstein observa que "nenhum método oculto ou pseudocientífico de leitura de personalidades... teve sucesso num teste assim".


O efeito Forer, no entanto, explica apenas parcialmente por que tantas pessoas aceitam procedimentos ocultos e pseudocientíficos de levantamento de características como acurados. A leitura a frio, o reforço comunitário e o pensamento seletivo também estão por trás dessas ilusões. Além disso, deve-se admitir que, embora muitas das afirmações de uma leitura pseudocientífica sejam vagas e genéricas, algumas são específicas. Algumas das que são específicas na verdade se aplicam a um grande número de pessoas, e outras, casualmente, serão descrições precisas de uma seleta minoria. Deve ser esperado um certo número de acertos específicos devidos ao acaso.


Foram feitos numerosos estudos sobre o efeito Forer. Dickson e Kelly examinaram vários desses estudos e concluíram que, de um modo geral, existe confirmação significativa para a afirmação de que perfis no estilo de Forer são geralmente percebidos como acurados pelos participantes dos estudos. Além disso, há um aumento na aceitação do perfil quando este é rotulado como "para você". Descrições favoráveis são "mais prontamente aceitas como descrições acuradas das personalidades dos sujeitos do que as desfavoráveis". Mas descrições desfavoráveis são "mais prontamente aceitas quando apresentadas a pessoas com status percebido como mais alto do que às de status percebido como mais baixo". Também descobriu-se que os sujeitos podem geralmente distinguir entre as afirmações que são acuradas (mas que também o seriam para um grande número de pessoas) e as que são singulares (acuradas para elas mesmas, mas não aplicáveis à maioria das pessoas). Há também evidências de que variáveis de personalidade, como neuroticismo, necessidade de aprovação, e autoritarismo têm relação positiva com a crença em perfis no estilo Forer. Infelizmente, a maioria dos estudos sobre o efeito foi feita somente com estudantes universitários. http://brazil.skepdic.com/forer.html http://explicadinho.blogspot.com


Read More

26 dezembro 2007

glossario - L


L.jpgLahiri Mahasaya: (1828-1895) Asceta, instrutor e homem de negócios hindu. Consagrado à vida espiritual, foi discípulo do Mahaguru Babaji, alcançou poderes milagrosos. Mestre de Sri Yukteswar. O mestre Samael afirma que ele é um Grande Mestre.

Lama: (tib. Bla Ma) Veja Guru.

Lamrim: (tib. Lam Rim) Estágios do Caminho; principal ensinamento da escola tibetana Gelug.

Lankavatara Sutra: (sânscr.) Discurso sobre a Descida ao (Sri) Lanka; texto do budismo Mahayana que enfatiza o despertar da não dualidade por meio da realização da natureza búdica.

Lao-Tsé: (séc.6 a.C.) Filósofo chinês, junto com Confúcio, a mais influente personalidade na vida espiritual de sua pátria. Sua vida é quase mítica, a ponto de que alguns supõem que nunca existiu. Seu nome quer dizer Velho Sábio, se lhe atribui a fundação do Taoísmo. Escreveu o Tao Te King (ou o libro da razão suprema e da virtude). É um Cristificado.

Leadbeater: (Charles Webster, 1847-1934) Teósofo, autor e conferencista inglês. Ordenado na Igreja Anglicana, interessou-se pelos fenômenos psíquicos, unindo-se com H.P. Blavatsky, a quem acompanhou até a Índia. Atuou na The Theosophical Society e desenvolveu suas faculdades clarividentes de forma extraordinária. É uma das personalidades de maior renome no campo da Teosofia. Arnold Krum-Heller, o grande Arcebispo Gnóstico, dizia que quando Leadbeater oficiava, desciam realmente as terríveis e poderosas Forças Crísticas. O mestre Samael cita a Os Chacras e também o menciona no caso Krishnamurti. O mestre Samael também afirma que Leadbeater é um grande iniciado da Fraternidade Branca e tem um poder mental fabuloso.

Lew: (hebr.) Coração, Intuição. Na Cabala, o nome representa a Unidade anterior à Multiplicidade. A Unidade que se identifica com a Força Criadora, encerra em si a Multiplicidade, pois o número dos Sendeiros que são 32, se escreve em hebreu Lew; palavra que se compõe da primeira e da última letra da Torah, simbolizando a totalidade da Revelação escrita. Na Cabala, ensina-se que Deus fez o Mundo com 32 elementos ou sendeiros, que são as 22 letras do alfabeto hebraico mais os 10 sefirotes. O mesmo que Jeú.

Lilá: (feminino) Dança, jogo erótico-espiritual (refere-se em especial ao que Krishna ensinava às Gopis - sacerdotisas).

Lingam-Yoni: (sânscr.) Signos ou símbolos de Criação Abstrata. A Força e a Matriz se convertem em órgãos da procriação masculino-femenina só no mundo da matéria. Força criadora ou procriadora divina. Designa também ao Criador masculino-feminino, Shiva e sua Shakti (sua esposa ou aspecto feminino, materno, da Divindade). O mesmo símbolo estava encoberto na Arca da Aliança, o "Santo dos Santos" (Sanctum Sanctorum), ao centro misterioso do Templo de Salomão.

Litelantes: (Arnolda Garro de Gómez) A poderosa Guru Litelantes é uma mestra da Loja Branca, um dos 42 Juízes do Karma. Esposa-sacerdotisa do Mestre Samael Aun Weor. Ela o acompanhou por toda a vida iniciática do Mestre Samael e foisua direta colaboradora na fundação das Instituições Gnósticas modernas.

Lingam: Distintivo, coisa importante, falo ereto. Um dos símbolos sagrados do Senhor Shiva, o Divino Espírito Santo. No centro de todo templo hindu coloca-se um lingam preto com símbolos sagrados representando que somente pela energia criadora se poder erguer o Templo Interior.

Livro dos Mortos: (egípcio) Nome dado em geral a uma ampla coleção de textos funerários de várias épocas e que contêm fórmulas mágicas, hinos e orações que, segundo os antigos egípcios, guiavam e protegiam a alma (Ka) durante sua viagem à região dos mortos (ou Amenti). Para eles, o conhecimento desses textos permitia à alma proteger-se dos demônios que tentavam impedir seu progresso e passar as provas estabelecidas por 42 Juízes na antesala de Osíris, Deus dos Mortos. Nesses textos também se indica que a felicidade no mais além dependia da vida que tivesse levado o defunto neste mundo. Os primeiros textos religiosos conhecidos, de caráter funerário, encontraram-se em hieroglifos esculpidos nos muros interiores das pirâmides dos faraós da 5ª e 6ª dinastias do Império Antigo, aos que se conhece como Textos das Pirâmides. Um famoso exemplo se encuentra na pirâmide de Unas (que reinou entre os anos 2428 e 2407 a.C.), último faraó da 5ª Dinastia. Durante o primeiro Período Intermédio e no Império Médio alguns indivíduos tinham esses textos pintados em seus ataúdes, daí que também foram conhecidos como Textos dos Ataúdes. Até a 18ª Dinastia os textos começaram a ser escritos em papiros que eram colocados nos sarcófagos. Esses papiros mediam entre 15 e 30 metros e tinham ilustrações em cores. Esta completa coleção de textos mortuários superou três revisões críticas: a Rescensão Heliopolitana, editada pelos sacerdotes de Heliópolis, com textos empregados entre a 5ª e a 12ª Dinastias; a Rescensão de Tebas, de textos utilizados entre a 18ª e a 22ª Dinastias, e a Rescensão Saite, de textos utilizados desde a 26ª Dinastia até o ano 600 a.C., até o final da época Ptolomaica, no ano 31 a.C. O título O Livro dos Mortos induz a uma confusão, já que os textos não formam um trabalho único que siga uma continuidade nem pertencem a um só período. Os egiptólogos a miúdo citam esta obra para referirem-se àas duas últimas rescenções. Algumas de suas partes foram traduzidas com diferentes títulos.


Livros Herméticos: Recompilação de tratados e diálogos metafísicos que datam desde meados do século 1° a.C. ao século 4 d.C., e se supõe sejam as revelações de Thot, o Dios egípcio da Sabedoria. A maior parte está escrita em grego e em latim e trata de Alquimia, Astrologia e magia, expondo crenças e idéias que predominaram durante a primeira época do Império Romano. Os 17 tratados do Corpus Hermeticum falam de questões teológicas e filosóficas, sendo seu tema central a Regeneração e Deificação da humanidade através do Conhecimento (Gnose) do único Dios transcendente. Ainda que a origem da recompilação seja egípcia, sua orientação filosófica é grega (platônica).

Lobsang Rampa: (Terça Lobsang Rampa) Pseudônimo de um conhecido lama tibetano, autor de numerosas obras de conteúdo espiritual, onde narra suas experiências na vida monástica lamaista do Tibete, o qual ao ser invadido pelas forças sino-comunistas, emigrou para o Canadá, onde lutou pelo restabelecimento da Ordem Teocrática do Dalai Lama em seu país. Autor de obras, tais como: O Cordão de Plata, O Manto Amarelo e O Terceiro Olho. O mestre Samael nos diz que Lobsang Rampa é um verdadeiro Adepto da Branca Irmandade, cuja missão é promover as inquietudes espirituais no Ocidente.

Logos: (grego) Espírito. Verbo. É a conversão do Pensamento Oculto em expressão objetiva. A Divindade manifestada em cada nação e povo; a expressão exterior ou o efeito da Causa que permanece sempre oculta ou imanifestada. Assim, a linguagem é o logos do pensamento; por isso se traduz corretamente com os termos "Verbo" e "Palavra" em seu sentido metafísico. Saindo das profundidades da Existência Una, do inconcebível e inefável Uno, um Logos, impondo a si mesmo um limite, circunscrevendo voluntariamente a extenssão de seu própio Ser, faz-se o Deus Manifestado, e ao traçar os limites de sua esfera de atividad, determina também a área de seu Universo. Dentro de dita esfera nasce, evoluciona e morre este universo, que no Logos vive, se move e tem seu Ser. A matéria do universo é a emanação do Logos e suas forças e energis são as correntes de sua vida. O Logos é imanente em cada átomo, é onipenetrante; tudo o sustenta, tudo o desenvolve. É o princípio ou origem e o fim do universo, sua causa e objeto, seu centro e circunferência; está em todas as coisas, e todas estão nele. O Logos se desprende de si mesmo manifestando-se em uma tríplice forma: O Primeiro Logos, raiz ou origem do Ser; dele procede o Segundo Logos, manifestando os dois aspectos de vida e forma, a primitiva dualidade, que constitui os dois pólos da Natureza entre os quais se há de tecer a trama do Universo: Vida, Forma, Espírito - matéria, positivo, negativo, ativo, receptivo, padre-mãe dos mundos; e, por último, o Terceiro Logos, a Mente Universal, na que existe o Arquétipo de todas as coisas, fonte dos seres, manancial das energias formadoras, arca aonde se acham armazenadas todas as formas originais que irão se manifestar e aperfeiçoar nas classes inferiores da matéria durante a evolução do universo. Em outros termos: Do Absoluto, a Única Realidade, Sat, que é ao mesmo tempo o Absoluto Ser e Não-Ser, procede: O Primeiro Logos, o Logos impessoal e imanifestado, precursor do manifestado. Esta é a "Causa Primeira". O Segundo Logos, o Espírito - Matéria, Vida; o "Espírito do Universo", Purusha e Prakriti, Sujeio e objeto, que não são mais que dois aspectos da Realidade Única no universo condicionado. O Terceiro Logos, a Ideação Cósmica, Mahat ou Inteligência, a Alma universal do mundo, o Noumeno cósmico da Matéria, a base das operações inteligentes na e da Natureza, chamado também Maha-Buddhi.

Lo-Han: (chin.) Veja Arhat. Iniciado que alcançou a 4ª Iniciação de Mistérios Maiores, a do Corpo Mental.

Lokapala: (sânscr.) Protetor do mundo; imagens muito comuns na entrada dos grandes monastérios, como guardiães do templo. Suas feições terríveis espantam os fantaasmas débeis que vagam pelo mundo.

Lucas: (evangelista) Um dos quatro evangelistas, médico de Antióquia e seguidor de Paulo, também escreveu os Atos dos Apóstolos. Morreu mártir em Acaya, na Grécia, no ano 70. Seu símbolo é a terra filosófica e ele é representado por um Touro. Esotericamente nos ensina o manejo e a interpretação dos valores numéricos: A Cabala.

Lúcifer: (latim) Portador de Luz; o que ilumina. Em grego: Phosphoros. Tentador e Redentor. Aspecto dual do Verbo. A Sombra Vivente do Criador, projetada no fundo do microcosmos-homem. É o planeta Vênus, considerado como a brilhante Estrela Matutina. Antigamente o nome Lúcifer nunca foi o nome do Diabo. Todo o contrário, posto que no Apocalipse (22, 16) diz o Salvador de si mesmo: "Eu sou... a resplandescente estrela da manhã", ou Lúcifer. Um dos primeiros papas de Roma levava dito nome e até havia no século 4 uma seita gnóstica denominada de Luciferianos. A Igreja Católica dá agora ao Diabo o nome de "trevas", enquanto no Livro de Jó se lhe chama "Filho de Deus", a brilhante Estrela Matutina, Lúcifer. Há toda uma filosofia de artifício dogmático na razão de por que o primeiro Arcanjo, que surgiu das profundidades do Caos, foi chamado Lux (Lúcifer), o luminoso "Filho da Manhã" ou Aurora Mahavantárica. A Igreja o transformou em Lúcifer ou Satã porque é anterior e superior a Jeová e tinha de ser sacrificado ao novo dogma. Lúcifer é o portador da luz de nossa Terra, tanto no sentido físico como no místico. É o nome da Entidade angélica que preside a Luz da Verdade, o mesmo que a Luz do Dia. É a Luz divina e terrestre, o Espírito Santo e Satã ao mesmo tempo. Está em nós; é nossa Mente, nosso Tentador e Redentor, o que nos livra e salva do puro animalismo. Sem este princípio emanado da mesma essência do puro e divino Princípio (Inteligência), que irradia de um modo direto da Mente Divina, con toda segurança não seríamos superiores aos animales. Lúcifer e o Verbo são um só em seu aspecto dual. (Veja Cristus-Lúcifer).

Lumisial: (latim) Lúmen, Lúminis, Luz. Centro ou lugar de luz. Esotericamente, templo de irradiación ou emanação da Luz proveniente dos Mundos Superiores. Templo da Santa Igreja Gnóstica.

Luxemil: (prof.-dr. Francisco A. Propato) Eminente cientista e esoterista argentino, Grande Mestre da Fraternidade Branca. Fundador e dirigente da Agla (Acción Gnóstica para la Liberación de Amerindia), que formou parte na década de 50 de uma coalizão com os mestres Samael Aun Weor e Swami Sivananda do chamado Triângulo Hermético para a difusão do conhecimento.


Read More

24 dezembro 2007

EUA desenvolve tecido que contém fibras ópticas


A arte da guerra se aperfeiçoa. O Instituto de Tecnologia da Geórgia, Estados Unidos, desenvolve um tecido cuja trama contém fibras ópticas e circuitos integrados. Será usado em fardas que monitorem os sistemas vitais dos soldados e, em caso de ferimento, informem seus oficiais





Read More

feliz natal e Prospero 2007

















Увеличить картинку






Read More

para amor voltar


Para ter seu amor de volta, coloque o seu nome e o do seu amado numa folha de papel azul. Dobre e bote dentro de uma caixa de fósforo, jogando a seguir em água corrente. Faça esta simpatia em três sextas-feiras. Se não tiver resultado, comece tudo de novo, com muita força de pensamento



Read More

22 dezembro 2007

glossario - C - 2


mehornL-C.jpgContatado: (ufol.) Pessoa com a qual extraterrestres estabeleceram contato, mantido ou não ao longo do tempo; um abduzido não é necessariamente um contatado, e vice-versa.

Coração de Osíris: (egípcio) O conhecimento do coração é a percepção direta da Luz inteligível; a Luz do Verbo; a Luz irradiante do Sol Espiritual; o Coração do Mundo.

Corão: (Alcorão) Livro sagrado dos mulçumanos.

Cornélio Agripa: (Heinrich Cornelius Agrippa Von Nettesheim, 1486-1535) Erudito, filósofo e médico alemão. Juntamente com Paracelso e Fausto de Praga, foi discípulo de Trithemius. Estudou alquimia, cabala e magia. Desempenhou missões diplomáticas, exerceu a medicina e ocupou a cátedra. Teve conflitos com a Igreja, morrendo com fama de mago. Uma das maiores figuras no campo da Magia Natural e sua evolução até a ciência experimental, concretizou uma primeira tentativa para investigar os mistérios do Universo. Sua filosofia é a neoplatônica e neopitagórica, mesclada com elementos cabalísticos. Sua obra capital é a De Occulta Philosophia (1510). O venerável mestre Samael nos diz que foi um grande magoe alquimista que conheceu a Pedra Filosofal, embora tanha intelectualizado demais a Grande Obra.

Coroa de Nemmés: (egípcio) Coroa dos Santos. Corresponde ao grau de Ascensão, onde se encarna as forças cabalísticas de Kether, o Pai Celestial. Tornar-se Uno com o Pai.

Coroa de Ureret: (egípcio) Coroa de Hórus. Consistia em um alto capacete, ou elmo, branco com chifres de carneiro e o Urhek (Ureus em grego) na parte anterior (uma serpente ao redor do disco de Hórus). Suas duas plumas representam as duas verdades: a vida e a morte. Esta coroa simboliza a Iniciação e a Sabedoria Oculta. Coroa egípcia usada somente pelos Homens Conscientes.

Cosmocrator: (grego) Construtores do Universo, os Arquitetos do Mundo; ou seja, as Forças Criadoras personificadas. São sete as Hierarquias Espirituais ou seres inteligentes de que se valeu o Logos ou Dios para a construção do Universo.

Court de Gebellin: Cabalista e esoterista do século 19, estudioso de Tarô, escrevendo várias obras sobre o tema. Foi o divulgador mais abnegado do Tarô Egípcio, muito usado pelos estudantes gnósticos na atualidade.

Crestos Cósmico: (grego) O Salvador, o Purificador. Sacerdote e Profeta. Na Linguagem da Iniciação, significa a morte da natureza interna, inferior ou pessoal do homem. O Princípio do Bem. Muito tempo antes da era cristã, havia "Chrestianos", e tais eram os Essênios. Na 1ª Epístola de São Pedro, II, 3, dá-se a Jesus o título de "O Senhor Chrestos".

Cristian Rosencreutz: (1378-1484) Nome simbólico de um elevado mestre espiritual, considerado o fundador da Ordem Rosa-cruz. Sua figura é um dos grandes enigmas da tradição esotérica ocidental.

Crocodilo: (egípcio) O grande réptil Tifón, ou Tifón Bafometo. Símbolo do Quaternário Inferior. Princípio da diferenciada matéria caótica sempre em luta. Se lhe acusa de "roubar a razão da alma". Sumido no mal e nas trevas. O pólo superior, positivo, do simbolismo do Crocodilo representa a nosso Pai Interno, o Íntimo.

Cristos: (grego) Cristo; o Ungido, o Resurrecto. Em linguagem de Mistério ou esotérico, Christés ou Christos significava que já se havia percorrido "o Caminho", o Sendeiro, e alcançado a meta; quando os frutos de um árduo trabalho para unir a efêmera personalidade de barro com a Individualidad indestrutível, a transformavam deste modo no Ser Imortal.

Cristus-Lúcifer: (latim) O Sendeiro ou Caminho por percorrer até alcançar a meta: fruto de un árduo trabalho para fusionar a Alma Humana com a Alma Divina, transformando-se em um Ungido; alcançada por meio da Iniciação, após longas provas e sofrimentos.

Crop Circles: Expressão da língua inglesa para os círculos ingleses.



Read More

21 dezembro 2007

ORAÇÃO - UM CONTO DE NATAL



Querido Bichano: Não quero de maneira nenhuma faltar à tradição, de mais de uma dezena de anos, de nesta época, duplamente festiva para ti, mandar-te a modesta lembrança de umas palavras que, regra geral, pretendem ser alegres, para as publicares no teu número extraordinário de Natal que é também comemorativo do teu aniversário natalício.

Este ano, desculpa, as palavras que te mando não são do bom humor propriamente dito que te caracterizam. A veia humorística deve ter secado e, neste último mês do ano, neste mês do Natal, só me ocorrem ideias sérias, o que não quer dizer necessariamente que sejam tristes.

E como é certo que de vez em quando abres um parêntesis na tua boa disposição - como tu próprio costumas dizer - e apresentas uma nota séria, atrevo-me a pedir-te também que faças um pequeno intervalo na tua habitual alegria e dês generosamente guarida às minhas palavras deste ano que vão pretender contar a traços largos uma pequenina e verdadeira história de Natal que por ser eminentemente cristã será certamente uma história cheia de alegria.





Nado e criado em Lisboa, não sei ao certo por que razão - talvez uma razão ancestral - tive sempre a paixão do campo. E nos dias longos do Natal, que infelizmente tão depressa passam, gosto de refugiar-me na província, ao calor da lareira, rodeado da família e de amigos.

Nunca quis ser como aquele menino da cidade a quem um dia perguntaram onde crescia a erva. E ele respondeu muito ancho: "A erva cresce nos telhados". Coitado do garoto, certamente pálido e enfezado, da sua mansarda urbana só via a erva nos telhados vizinhos e desconhecia, tristemente, a erva livre e vigorosa dos campos.

Pois eu, felizmente, desde muito novo que sei que o lugar próprio para crescer a erva é nos campos sem fim, fora das cidades, e que só acidentalmente ela deve crescer nos telhados.

E, graças a Deus, também sei que é no campo onde se passam as melhores consoadas.

Há já alguns anos - ainda havia guerra - fui passar as férias do Natal à província e, nestes tempos conturbados, melhor sabia aquele Natal provinciano, tão português, tão cheio de Paz.

Naqueles dias, quase sempre frios e luminosos, dava longos passeios pelo campo e à tardinha visitava a ampla cozinha, onde se preparava toda a espécie de guloseimas próprias da quadra - filhós, coscorões, sonhos, rabanadas e uns fritos deliciosos, recheados de grão, a que chamavam azevias (mas que nada tinham que ver com o peixe do mesmo nome), de que eu petiscava gulosamente, pecadoramente, às escondidas, antes da ceia que só se servia depois da Missa do Galo.

Uma tarde fui dar um lindo passeio até um lugar muito pitoresco, situado num plaino, chamado "Senhora do Tojo", onde havia um frondoso freixo e uma capelinha secular, construída em tempos imemoriais em honra de Nossa Senhora. Contava uma lenda muito antiga que a Mãe de Jesus havia ali aparecido, entre os tojos, também a uns pastorinhos. E logo o povo construiu a capelinha, toda branca, simples e graciosa, rodeada de arcadas em ogiva que davam uma fresca sombra nos dias quentes de verão. Era a capelinha de Nossa senhora do Tojo.

Costumava ir ler para aquele sítio, sentado numa pedra, debaixo de um dos arcos, donde se avistava a silhueta do velho e frondoso freixo.

O lugar era de pastorícia e com frequência pequenos pastores passavam lentamente, ao cair da tarde, conduzindo os seus rebanhos aos redis.

Por mais de uma vez tinha reparado no perfil sereno de um pastorzito de 10 ou 11 anos que, ao baterem as Avé-Marias no campanário da velha igreja da aldeia distante, se descobria respeitosamente, ajoelhava piedosamente e rezava em profunda meditação, ao lado do seu numeroso rebanho que milagrosamente se aquietava enquanto o seu guia estava postado em oração.

Numa tarde, depois da concentrada oração do pequeno pastor, interpelei-o e perguntei-lhe quem era e por que rezava com tanta devoção. O pequeno, de olhar inteligente, disse-me, hesitante, que o pai trabalhava no campo e, com muito acanhamento, acrescentou que rezava pela saúde dos pais, dos irmãos, pelo bem estar de todos... Proferia as palavras lentamente, como que envergonhado, receoso de que não compreendesse a sua grande Fé. Mas animei-o com palavras compreensivas e o pastorzito, de rosto iluminado por dois grandes olhos muito brilhantes, disse-me com entusiasmo: - Rezo com grande fervor o Padre Nosso, o Credo, a Avé-Maria e a Salvé Rainha e depois peço a Deus, com toda a força da minha alma, que me perdoe todos os pecados que devem ser muitos e que me torne cada vez mais perfeito, e agradeço-lhe todos os benefícios que tenho recebido pelos quais me confesso eternamente grato. Peço também a Deus que os meus pais, os meus irmãos, os meus amigos sejam sempre bons, assim como todos os homens, e rogo ainda a Deus que a guerra acabe depressa e que todos os países passem a ter homens bons a governá-los e que os governem tão bem que os povos vizinhos sejam sempre amigos não podendo haver, assim, mais guerras no Mundo.

O petizito calou-se e olhou-me timidamente com os olhos húmidos de comoção.

Afaguei-lhe a cabecita aloirada, cheia de caracóis, parecida com a de outro pastor que um dia Murillo pintou maravilhosamente, e só pude dizer-lhe que era linda a sua oração, que Deus a ouviria com certeza e com a ajuda dos homens haviam de ser vencidas as forças do Mal e em breve teríamos a Paz tão ambicionada.

Despediu-se o garoto e encaminhou-se para a aldeia, conduzindo serenamente o seu rebanho.

Instintivamente acudiu-me ao pensamento a frase evangélica: "Glória a Deus nas Alturas e Paz na Terra aos Homens de Boa vontade".

Estava admirado da ponderação que revelavam as palavras daquela criança, mas lembrei-me que dois mil anos antes outra criança maravilhara ainda mais os Homens pela sua grande sabedoria e não me admirei mais.

Apressei-me então para casa, para as costumadas guloseimas do Natal que me esperavam e me atraíam e pelo caminho rememorei a oração do pequeno pastor - e achei-a tão generosa, tão bela, tão sublime que fiz dela a oração de todos os dias.
Cícero Galvão
Dezembro de 1959




Read More

suastica


suastica.jpgA suástica é um símbolo que representa o partido nazista e todos os males que ele defendia: o anti-semitismo, o holocausto, o ódio aos homossexuais, o desejo de eliminar os deficientes e os enfermos, etc.


Nem sempre foi assim. A suástica é um símbolo antigo e de ocorrência freqüente, encontrado em muitas culturas diferentes, em diferentes épocas. É possível encontrar a suástica associada aos índios Hopi, astecas, celtas, budistas, gregos, hindus (suástica vem do sânscrito e significa estar bem), etc.


Por mais nobre que seja sua linhagem ancestral, o símbolo da suástica foi manchado para sempre no ocidente pela sua associação com o nazismo.


Alguns ocultistas acham que a suástica tem valor especial por ser encontrada em numerosas culturas que não tinham conhecimento umas das outras. Como poderia ser isso, perguntam, a não ser que houvesse algum significado universal para o símbolo? Fácil. Os símbolos chamados de suásticas são muitas vezes bem diferentes. Desenhar uma linha reta com braços perpendiculares a cada extremidade, seguindo em direções opostas é um dos desenhos mais simples possíveis. Como o círculo ou a cruz, é de se esperar que ela seja encontrada freqüentemente por sua simplicidade. As suásticas são apenas variações sobre esse tema. Vários desenhos de suásticas cruzam figuras de 3 linhas. A nazista tem braços voltados para a direita e a figura é inclinada de forma que a extremidade de um dos braços fique no topo. A do jainismo é a mesma, apenas sem a inclinação. Outras assim chamadas suásticas não têm braços e consistem em cruzes com linhas curvas. Alguns símbolos parecem mais hélices que suásticas. O símbolo asteca parece uma versão estilizada do duende lutador da Universidade de Notre Dame. O logotipo da liga de futebol XFL parece uma arma medieval. A assim denominada suástica celta dificilmente lembra uma suástica em qualquer aspecto significativo. As suásticas budista e Hopi parecem imagens em espelho do símbolo nazista. Talvez porque os símbolos budista e Hopi sejam sinais de paz, prosperidade, boa sorte e amor, não ódio e preconceito. via



Read More

19 dezembro 2007

o segredo


osegredo.jpg O Segredo começa com uma citação que é o resumo do conteúdo da obra: "O que está em cima é como o que está embaixo. O que está dentro é como o que está fora." - Tábua das Esmeraldas, cerca de 3.000 a.C.

Entendeu? Provavelmente não. Eu ajudo. Vou lhe contar como se faz. As próximas palavras que você lerá poderão mudar sua vida. Elas lhe mostrarão como alcançar fama e fortuna. Segundo a autora Rhonda Byrne, O Segredo é antigo e valioso. Diz ela: "Altamente cobiçado, ele foi transmitido ao longo dos tempos, ocultado, perdido, roubado e comprado por grandes somas de dinheiro." Parece roteiro do filme Código Da Vince. Pois é mais ou menos por aí. O Segredo é livro para arrebatar multidões. Já vendeu cerca de 10 milhões de exemplares. A autora Rhonda Byrne tem o modelo para se conseguir tudo que se deseja. Pelo menos, no que se refere aos desejos dela, isso é verdade. A promessa do livro é semelhante a ela gentilmente nos listar as dezenas do próximo sorteio da MegaSena. Seja para ganhar dinheiro, curas milagrosas, sucesso profissional ou no amor, para tudo serve o dito Segredo. A apresentação do livro traz a boa nova: "Agora O Segredo está sendo revelado ao mundo." Pois vou fazer o mesmo. Trarei a você "A Receita", as regras mães de todos os livros de auto-ajuda. Vou lhe ensinar a ganhar dinheiro e usufruir de todas as maravilhas da vida. Você lerá a seguir um resumo do meu livro, que deverá sair no início de 2008. Prepare-se, você será apresentado nas próximas linhas a um projeto que pode levá-lo a fortuna. Se for eficiente, poderá conseguir a vida eterna. Só depende de você. Pessoas espertas, como é o caso do bruxo Paulo Coelho, amealharam dinheiro e fama através do emprego da fórmula que vos passo a seguir. Enfim, A Receita se revela! Apresento aqui apenas o material básico. Guardo alguns pulos-do-gato para vocês tomarem conhecimento quando comprarem e lerem A Receita. Passemos a um breve comentário sobre as regras de ouro:

- Regra I. Invente algo cuja eficiência não possa ser comprovada.

Isto é fundamental. Se sua idéia for realista, você está frito. Se for algo palpável, medível, não dá certo. Os ingênuos não acharão graça e os racionais vão cobrar os resultados. Você pode acabar na Justiça, respondendo a inúmeros processos contra propaganda enganosa. Fale sobre causas (seu método) e conseqüências (os resultados desejados pelos leitores), mas tome o cuidado de definir tudo de modo que uma coisa não tenha relação com a outra. Crie procedimentos que eventualmente combinam com os resultados desejados. O importante é que uma coisa possa levar à outra. Ou não! Resumindo, não há relação de causa e efeito entre o que você recomenda e o que acontece, mas você deve falar o tempo todo sobre esta vinculação. Por exemplo: se você oferecer a cura de uma doença, escolha alguma daquelas que eventualmente se curam sozinhas. Assim, você sempre terá a seu favor aquelas pessoas que se curaram e que jurarão que foi você o responsável. A homeopatia é mais ou menos assim e faz o maior sucesso. Se o sujeito se cura, é um milagre, se morre, dizem que era seu destino.

- Regra II. Dê exemplos de sucesso do seu método.

Isso! O povo adora um caso de sucesso. Como diz o meu ditado: "Para um bom ingênuo, um caso de sucesso vale mais que cem fracassos." Relate casos de curas médicas extraordinárias. É claro que não precisa ser verdade. Pode inventar. Conte de gente que ficou milionário com suas dicas. Não precisa exagerar e contar que um moto boy, depois que leu seu livro, teve um caso com a Gisele Bündchen. Vá mais devagar. Por que não dizer que VOCÊ teve um caso com ela? Se o objetivo do método for fazer fortuna, descreva como pessoas ficaram milionárias com ele. Diga que Bill Gates foi um daqueles que seguiu suas dicas. Claro que a relação dele com você é secreta e por isso ninguém sabia antes de você resolver contar ao mundo.

- Regra III. Cite sábios e cientistas que utilizaram suas recomendações.

Cite personagens antigos brilhantes (Galileu e Einstein são boas pedidas). Isso contribui para dar uma aura de científico à sua proposta, por mais estapafúrdia que ela seja. Esta respeitabilidade falso-científica é cultuada pelo leigo. Gente com títulos pomposos agradam bastante. Em O Segredo, a autora começa citando o renomado "Dr. Joe Vitale, Doutor em Ciência Metafísica". Seja lá o que isso for, temos que concordar: Essa Rhonda Byrne é genial!

- Regra IV. Não fique só na conversa, proponha um método.

Em determinado momento de sua obra, proponha um método bem rigoroso para seus seguidores. Veja o exemplo do método Dentifrício do Dr. Snow. Ele professava que a pessoa deveria escovar os dentes todos os dias, após o café da manhã, e, neste momento, olhando firme para a sua imagem no espelho do banheiro, estabelecer um objetivo de crescimento pessoal, sentimental ou profissional para atingir naquele dia. Notem que o exemplo é meio idiota. Não poderia ser de outra forma, pois inventei agora mesmo. Mas ele serve para mostrar a necessidade de você propor alguma coisa. Não pode ficar enrolando o crédulo leitor sem oferecer nenhuma proposta para ele. Proponha um modelo de ações que o leitor deverá fazer que o levará a ter sucesso no amor, no dinheiro etc.. Cuide para que haja alguma ambigüidade nas regras para seu seguidor poder explicar mais tarde seus fracassos. Ele ficará convencido que não teve sucesso por não ter cumprido as regras da maneira certa. O bom dessa abordagem é você se proteger de cobranças futuras quanto aos resultados. Se o pobre coitado não consegue criar uma nova Microsoft, concluirá que não foi bem sucedido porque não se esforçou, não acreditou o suficiente ou não seguiu corretamente suas estranhas regras.

- Regra V. Apele para o místico.

O místico não tem mesmo explicação. Nada é tão alucinado como Florais de Bach ou emanações de Reiki, mas a rapaziada acredita. Use o misticismo sem cerimônias. Como é impossível de explicar, suas explanações parecerão complexas e darão brilho e sofisticação a seu método. Acrescentar algumas práticas indianas pegam muito bem. Quanto mais distante geograficamente ou no tempo for a civilização citada, mais o povo se exalta com suas sábias palavras. Diga, por exemplo, que os originais do seu método foram encontrados em pergaminhos escritos em aramaico antigo, num deserto entre os rios Tigre e Eufrates. Pode abusar na dosagem sem se ruborizar. Você verá como sempre surgirão crentes para sua conversa.

Há uma variante dessa regra: "combinar as regras IV e V", ou seja, misturar o pseudocientífico e o místico. O artifício mais comum é usar a física quântica. Faça declarações peremptórias sobre a teoria quântica, incluindo que ela seja o elo entre o místico e o científico. Com essa conversa você mostrará que o místico funciona e que a ciência séria não pode explicar tudo. É eficiente. A teoria quântica é excelente material. Ninguém entende direito e seu charme é irresistível.

- Regra VI. A embalagem. Atenção total para a forma.

Seu livro deve ser de capa dura. A razão é simples: todo mundo acha que um livro de capa dura é mais sério que uma brochura. E não se esqueça de escrever pouco. Seus leitores não querem literatura, querem ficar ricos e famosos. Recomende a seu editor usar títulos com letras grandes, que o texto seja em letras avantajadas e que haja boa distância entre os parágrafos. Fotos que preencham páginas inteiras também são úteis para aumentar o volume do seu livro, compensando o minguado texto.

Dependendo do seu projeto, nesses nossos tempos modernos, é recomendado combinar várias mídias. Lance logo um DVD, que é muito bom para atender ao público mais sincero, que não quer ler nada mesmo e prefere um filme. Vídeos postados no You Tube podem ser úteis. Há que tomar cuidado pois a vanguarda tecnológica não é bem vista para lançar "segredos" antigos que podem mudar sua vida. Ou seja, o bom e velho livro de papel ainda tem a pompa adequada para lançar um best seller de auto-ajuda. Eu vou fazer assim. Rhonda fez no início com o O Segredo.

- Regra VII. Não seja modesto em suas promessas.

Não se limite a dizer que o sujeito vai ganhar R$10 mil com as práticas que você recomenda. Diga logo que ele vai "bombar" e ganhar um milhão! Por outro lado, mesmo que venha a ter que responder a um processo por curandeirismo, não diga que vai curar o resfriado do leitor, diga que suas recomendações vão impedir que ele tenha qualquer doença ou vão curá-lo de um câncer terminal. A autora de O Segredo é muito ousada no uso dessa regra. São suas palavras: "Você sabe que as crenças sobre envelhecimento estão apenas em nossas mentes. A ciência explica que temos um corpo inteiramente novo em pouco tempo. Envelhecimento é pensamento limitado ..." Não entendi bem o ponto de vista da esperta Rhonda Byrne, penso que ela tenha delirado um pouco nesse trecho do livro. Mas, por seu sucesso, ela é a prova viva (e rica) de que ousar na regra das promessas dá bom retorno.

- Regra VIII. O "efeito placebo" ou "aplacador de consciências".

Talvez haja até algo de bom nestes livros de auto-ajuda. Portanto, desenvolva um projeto que leve as pessoas a se esforçarem em conseguir as coisas. Se seu esquema não cura nem leva o sujeito a ter qualquer tipo de sucesso, pelo menos não o mate nem conduza o infeliz a falência. Ainda mais - aqui nossas consciências de escritores de livros de auto-ajuda são amortecidas - se as pessoas caírem na sua história e se concentrarem em buscar o sucesso, isso pode lhes fazer bem. Se suas propostas lhes derem o foco nos problemas, realmente pode ser um fator indireto que resulte em algo de bom. Você será um fator motivacional para os leitores. A fé que você pode embutir num discípulo de sua seita de auto-ajuda pode levar o sujeito a trabalhar duro e vencer na vida. Também pode movê-lo a se sentir melhor mesmo estando para morrer. Pode retirá-lo de um estado de depressão que seria ruim para sua saúde. No mínimo ele poderá morrer mais feliz. É o efeito placebo, você não deu nada para o sujeito, mas, mesmo assim, ele melhora. Percebeu, você será quase um santo! Magnífico. Este é o Grande Segredo, você pode ficar rico e famoso e ainda dormir tranqüilo por ajudar aos outros.

- Regra IX. Seja fiel àquele que lhe conduziu à fortuna. Quem? Sou eu, idiota.

Depois de ficar milionário colocando em prática minhas sugestões, não se esqueça de me escrever (por favor, use o link de comentário mais abaixo) pedindo o número da conta. Faça um depósito polpudo em retribuição aos serviços que prestei ao lhe dar esta grande idéia. Agradeço desde já.

Em tempo, o livro O Segredo é um caso de sucesso da utilização das valiosas regras que passamos a vocês aí atrás. Rhonda Byrne foi uma de nossas mais aplicadas discípulas. Ela pecou apenas por não utilizar a Regra IX. A ingrata não nos repassou nem um dólar sequer. E para terminar citamos uma pérola dos ensinamentos de Mrs. Byrne: "A única razão pela qual uma pessoa não tem dinheiro suficiente é estar impedindo com seus pensamentos que o dinheiro chegue até ela." Pois é, deixe de ser incompetente, pare de pensar negativo, compre meu livro, use nossas regras, fique rico e deposite dinheiro na minha conta. Aguardem meu futuro sucesso de vendas: o livro A Receita.


via



Read More

18 dezembro 2007

Energia muscular alimentando chips


Ao caminharmos, nossos músculos produzem grande quantidade de energia. Os cientistas pensam em aproveitá-la para alimentar chips devidamente programados e implantados nos sapatos. Quando chegássemos em casa, emitiriam comandos para abrir automaticamente a porta, ligar a televisão ou o forno de microondas



Read More

para o amor voltar


Esta simpatia deve ser feita pela pessoa que levou um fora do seu amor e quer tê-lo de volta. Durante sete sábados seguidos, vá à sua igreja e acenda nove velas brancas. Reze um Pai-Nosso para Jesus Cristo. Seu grande amor vai voltar de braços abertos



Read More

16 dezembro 2007

O homem realmente foi à lua?


Help.png




  1. Existem diversas fotos com sombras em várias direções, sendo que a única fonte de luz deveria vir do Sol.



  2. Fotos com diferentes tamanhos da Terra, vista da Lua, evidenciando montagens desproporcionais.



  3. Existem milhares de fotos com penumbra, sendo que é impossível haver penumbra na Lua pela ausência da atmosfera.



  4. Faltam as estrelas no fundo de todas as fotos. Com a ausência da atmosfera, as estrelas tornam-se ainda mais reluzentes.



  5. Nas fotos e vídeos, a bandeira dos EUA fica tremulando ao vento. Só que, não existe vento na Lua porque lá não há atmosfera.



  6. Em centenas de fotos, vê-se as pegadas dos astronautas na Lua. Mas, sem oxigênio e umidade, é complicado que haja a formação de pegadas.



  7. Embaixo de um dos pés do Módulo Lunar, há indícios de alguém ter levado um montinho de terra para o pé não ficar no ar.



  8. Pelo que se vê nas fotos, não houve pouso do Módulo Lunar. Ele teria sido colocado delicadamente lá. Não há marcas dos propulsores da nave.



  9. No mesmo lugar onde o pé do astronauta cria uma profunda pegada na superfície lunar, o pé do módulo lunar se mostra muito delicado na superfície da Lua, sem causar qualquer estrago.



  10. Pelo tamanho do Módulo Lunar, dificilmente existiria nele combustível suficiente para colocá-lo em órbita.



  11. Não existem, até hoje, filmes fotográficos que resistam à enorme variação de temperatura na Lua.



  12. A ausência de estrelas no espaço. O que prova que foi tudo feito com um fundo preto (atual fundo azul para edição em computador).



  13. Em 1969, os astronautas conversavam, da Lua, com a NASA, na Terra, em tempo real. Esta tecnologia não existe até hoje.



  14. A radiação solar incidente na Lua, sem atmosfera, é mortal para qualquer ser humano.



  15. Dificilmente existiriam roupas espaciais, na época, que resistissem às enormes variações de temperaturas da Lua (-153ºC a +107ºC).



  16. Dificilmente existiriam roupas espaciais, na época, que resistissem à ausência da pressão atmosférica na Lua.



  17. Extrema semelhança do ambiente das fotos "da Lua" com o Deserto de Nevada, nos Estados Unidos.



  18. Evidência de Stanley Kubrick na NASA, que teria a auxiliado na criação dos efeitos especiais utilizados na fraude.



  19. O homem só teria ido à Lua por seis vezes, exatamente durante a gestão de Richard Nixon, num prazo de três anos. Após isso, nunca mais o homem teria voltado à Lua.



  20. Richard Nixon, envolvido em falcatruas que mancharam a imagem dos Estados Unidos, foi o principal articulador do escandaloso Caso Watergate, o qual culminou em sua renúncia durante o primeiro processo de impeachment nos Estados Unidos. Sua história o condena.



http://www.mdig.com.br/index.php?itemid=1693


http://www.afraudedoseculo.com.br/


http://explicadinho.blogspot.com


Read More

15 dezembro 2007

10 teorias das conspiracoes


Alert.png1. O ataque de 11/09 foi planejado pelo governo dos EUA.


Muitas teorias conspiratórias relativas aos ataques em 11 de setembro de 2001 foram criadas, muitas delas afirmando que o presidente George W. Bush sabia de antemão sobre os atentados e propositalmente permitiu que ocorresse, pois os ataques iriam gerar um maior apoio público para militarização e outras políticas externas e internas pela qual ele seria beneficiado.A teoria envolve o ex Secretário da Defesa Donald Rumsfeld, o vice-presidente Dick Cheney e várias outras figuras do governo Bush. Um relatório de 1990 afirmou que "alguns eventos catastróficos, como um novo Pearl Harbor" seriam necessários para converter a opinião pública em seu favor.


2. OVNI capturado em Roswell


O incidente envolvendo um OVNI, próximo a Roswell, Novo México, em Julho de 1947, tem sido objeto de intensa especulação, rumor, questionamento e investigação. Há muitos pontos divergentes sobre o que realmente aconteceu.Até ao início de 1990, alguns investigadores renomados, como Friedman, William Moore, Karl Pflock, Kevin Randle e Don Schmitt tinham entrevistado várias centenas de pessoas, que tinham (ou alegam ter tido) uma conexão com os acontecimentos em Roswell. Além disso, centenas de documentos foram obtidos por meio de "pedidos Liberdade de Informação". As conclusões foram que, pelo menos, um OVNI tinha caído nas imediações de Roswell, que tripulantes, possivelmente alguns ainda vivos, foram recuperados, e que o fato foi escondido da população.


3. O assassinato de John F. Kennedy


O assassinato de John F. Kennedy, o Trigésimo Quinto presidente dos Estados Unidos abre uma das páginas das teorias conspiratórias. Kennedy foi mortalmente ferido por tiros enquanto desfilava com sua esposa Jacqueline em um dos veículos do governo. Uma investigação oficial feita pela Comissão Warren foi realizada ao longo de dez meses, e seu relatório foi publicado em setembro de 1964. A Comissão concluiu que o assassinato foi realizado exclusivamente por Lee Harvey Oswald, um empregado do Texas School Book Depository em Dealey Plaza.Uma série de teorias conspiratórias existem no que diz respeito ao assassinato do presidente Kennedy. Tais teorias começaram a ser geradas logo após sua morte, e permanecem vivas até hoje. Muitas destas teorias sugerem uma conspiração criminosa envolvendo partidos como o Federal Reserve, a Central Intelligence Agency (CIA), o KGB, a Mafia, do Federal Bureau Investigation (FBI) diretor J. Edgar Hoover, o vice-presidente Lyndon B. Johnson, Richard Nixon, Fidel Castro, George H. W. Bush, grupos exilados cubanos em oposição ao governo de Fidel Castro e as forças militares.


4. Aquecimento global é uma fraude


A sugestão de uma conspiração para promover a teoria do aquecimento global foi apresentado em 1990 em um documentário chamado 'The Greenhouse Conspiracy' transmitido pelo Channel Four no Reino Unido, em 12 de Agosto de 1990.William Gray, phD (um pioneiro na ciência de previsão de furações) apresentou uma lista contendo 15 motivos para a histeria do aquecimento global. A lista inclui a necessidade de se chegar a um inimigo após o fim da Guerra Fria, bem como o desejo entre os cientistas, os líderes governamentais e ambientalistas para encontrar uma causa política que lhes permitiriam 'organizar, fazer propaganda, forçar conformidade e exercer influência política. "Neste artigo, Gray também cita a ascensão de Al Gore para a vice-presidência.


5. Princesa Diana foi assassinada pela Família Real


Em 1997, a princesa Diana e Dodi Fayed (filho de Mohamed Fayed, dono da Harrods e Hotel Ritz) foram mortos em um acidente de carro quando tentava fugir de fotógrafos, em Paris. O escândalo em torno da sua relação (Dodi era muçulmano, enquanto Diana era a mãe do futuro chefe da Igreja da Inglaterra), levou muitas pessoas a especular que eles foram realmente mortas a fim de impedir o maior escândalo da Inglaterra.Pesquisas indicam que cerca de 1/4 do público britânico, acredita que houve uma conspiração para matar Diana. As causas seriam: um suposto casamento entre Diana e Dodi Fayed, uma possível conversão de Diana ao islamismo, sua gravides, e uma provável visita a terra santa. Segundo teóricos, entre os responsáveis pela sua morte estariam: a Família Real Britânica, a imprensa, a British Intelligence serviços MI5 e MI6, a CIA, Mossad, a Maçonaria, e o IRA.


6. Dominação judaica mundial


A teoria conspiratória afirma que uma falsificação literária visa alcançar a dominação mundial. Numerosas investigações têm repetidamente provado o plágio.O texto foi popularizado por opositores ao movimento revolucionário russo, e foi amplamente divulgado após a revolução de 1905, tornando-se mundialmente conhecida depois da Revolução de outubro de 1917.


7. Desembarque na lua foi uma fraude


As alegações de que o desembarque na lua são falsas e que todos os elementos na aventura da Apollo foram forjados pela NASA e por membros de outras organizações envolvidas tomam força. Alguns grupos afirmam que os astronautas da Apollo nunca estiveram seque na Lua, e que a NASA criou e continua a perpetuar esse boato.Estudiosos dedicaram uma parte substancial de seus esforços para analisar as fotos da NASA. Eles apontam para diversas questões, com fotografias e filmes feitos na lua. Especialistas disseram que as técnicas usadas nas fotos chegam a ser rudimentares.


8. Ataque a Pearl Harbor foi permitido


Esta teoria afirma que o Presidente Roosevelt provocou o ataque, ele sabia sobre o assunto com antecedência e foi incapaz de avisar os comandantes. Teóricos acreditam que os americanos foram avisados pelos governos da Grã Bretanha, Holanda, Austrália, Peru, Coréia e União Soviética de um ataque surpresa a Pearl Harbor. Todos os códigos haviam sido codificados.


9. O Terceiro Segredo de Fátima


Os Três Segredos de Fátima são três profecias que foram dadas por uma aparição da Virgem Maria aos três jovens portugueses pastfores, Lúcia Santos e seus primos Jacinta e Francisco Marto. De Maio a Outubro de 1917, as três crianças afirmaram ter testemunhado a aparição de Marian, que hoje é popularmente descrita como Nossa Senhora de Fátima. Dois dos segredos foram revelados em 1941 em um documento escrito por Lucia, enquanto o terceiro permaneceu secreto, até que o bispo de Leiria pediu a Lucia para colocá-lo por escrito e apresentá-lo ao Papa.


10. O Experimento Filadélfia


A história que é conhecida sob o título de "O Experimento Filadélfia", surgiu através de uma série de eventos estranhos, com uma figura verdadeiramente misteriosa como estrela principal.Em outubro de 1943 um experimento ultra-secreto teria sido conduzido pela Marinha dos EUA. O resultado da experiência foi a invisibilidade e teleporte de um destróier dos EUA, enquanto no mar.


Durante os anos 80, Al Bielek, que afirmou ser o responsável pela eletrônica a bordo do navio do Experimento Filadélfia disse que a experiência não só resultou no teleporte do navio, mas também em viagem no tempo. Bielek diz que viajou no tempo a 1983, e então voltou novamente para acabar com o experimento. Ele também alega que sofreu lavagem cerebral para esquecer tudo, e que suas recordações só voltaram depois de assistir ao filme "The Philadelphia Experiment". De acordo com Bielek, experimentos semelhantes estavam sendo conduzidos em instalações ultra-secretas durante os anos 70 e 80, e ele também fez parte dessas experiências.


Read More

14 dezembro 2007

Disputa sexual leva homens a morrerem mais cedo


ag33.jpgEm humanos e em muitas outras espécies, o macho envelhece mais rápido e morre antes do que a fêmea. Uma nova pesquisa realizada na Inglaterra sugere que isso acontece em função da intensa competição sexual, informou nesta sexta-feira o site LiveScience.com.
Cientistas compararam espécies monogâmicas com espécies poligâmicas, em que cada macho copula com várias fêmeas. Há uma tendência natural de que a competição por fêmeas em espécies monogâmicas seja menor quando comparada às espécies poligâmicas.
Depois de investigar cerca de 30 espécies diferentes de vertebrados, os pesquisadores Tim Clutton-Brock e Kavita Isvaran, da Universidade de Cambridge, descobriram que, quanto mais poligâmica é a espécie, mais rápido os machos vão envelhecer, morrendo antes do que as fêmeas.
Os pesquisadores explicaram que, como a competição entre machos por sexo é intensa, cada exemplar tem menos tempo para procriar. Dessa forma, não há fortes incentivos de os machos desenvolverem uma longevidade, já que não há descendentes para proteger.
Visto que os homens envelhecem mais rápido e morrem antes que as mulheres, essas descobertas sugerem que "no momento em que a fisiologia humana se desenvolveu, talvez durante a Idade da Pedra, a procriação poligâmica fosse normal", justificaram os cientistas.
A dupla de pesquisadores detalhou suas descobertas na última edição da revista Proceedings of the Royal Society. [Terra]


Read More