04 dezembro 2007

Top 10 Filmes “Distópicos” de todos os tempos.


Uma distopia ou antiutopia é uma sociedade fictícia que é a antítese da utópica ou que vive em uma "utopia negativa". São geralmente caracterizadas pelo totalitarismo, autoritarismo bem como um opressivo controle da sociedade. Nelas, a sociedade tida como perfeita, utópica, mostra-se corruptível, e as normas criadas para o bem comum mostram-se flexíveis.Com isso, a tecnologia, as inovações que aparentemente fariam dessas, sociedades perfeitas, acabam por tornar-se meios de controle, seja do Estado, de instituições ou mesmo de corporações.


Sempre foi um grande desafio imaginar um futuro para a humanidade, mas sem dúvida nenhuma os diretores de cinema não poupavam esforços criativos para tal. Quais seriam então os 10 maiores filmes cujas histórias abordaram a distopia, essa sociedade corruptivel e decadente ? Baseado numa lista dos 50 Maiores Filmes Distópicos de todos os tempos , o Site Abre parênteses listou os 10 melhores.


#10 - Equilibrium (2002 )





A história se passa em um futuro distópico, após uma terceira, e destruidora, guerra mundial. A sociedade é controlada por um regime totalitário, que obriga a população a tomar uma droga que anestesia emoções, prevenindo tensões sociais. O protagonista é um membro da instituição que mantém a ordem e para de tomar o remédio. (Dirigido por Kurt Wimmer)



#9 - 1984





Depois da guerra atômica, o mundo foi dividido em três estados e Londres é a capital da Oceania, dominada por um partido que tem total controle sobre todos os cidadãos. Winston Smith é um humilde funcionário do partido e comete o atrevimento de se apaixonar por Julia, numa sociedade totalitária onde as emoções são consideradas ilegais. Eles tentam escapar dos olhos e dos ouvidos do "Big Brother", sabendo das dificuldades que teriam que enfrentar. É uma adaptação do famoso livro 1984, escrito em 1948 por George Orwell. (Dirigido por Michael Radford)



#8 - Mad Max ( 1979 )





Em um futuro distante e pós apocalíptico, o deserto australiano vive dias de caos onde gangues de motociclistas disputam o poder e aterrorizam a população por um pouco de gasolina. Em meio a essa guerra, um policial que perde de forma trágica seu parceiro percebe ter que se preparar para proteger não somente a sua família, mas também a si mesmo. O Filme responsável pela carreira de Mel Gibson, por assim dizer. (Dirigido por George Miller)



#7 -Fahrenheit 451 (1966)





Num futuro apocalipto, a literatura, leitura e qualquer coisa que tenha haver com livros foi banida pela lei. O Governo foi tão longe que contratou um grupo especial de bombeiros , responsáveis pela queima de todo e qualquer livro que pudesse aparecer.A história retrata o bombeiro Guy Montag, que começa a questionar a maneira como as coisas funcionam e o perigo representado pelos livros. Não demora muito para ele perceber a futilidade da sua vida e de sua mulher Mildred, perdida entre paredes falantes e famílias virtuais.



#6 - Gattaca (1997)





Passado em um tempo futuro, Gattaca mostra uma sociedade em que as corporações tornaram-se mais poderosas que o Estado e em que a manipulação genética criou uma nova espécie de preconceito e divisão racial, legitimada pela ciência. Aos pais que desejam ter filhos é dada a oportunidade de manipular a interação entre seus DNAs de modo que gerem filhos com a melhor combinação de qualidades genéticas possível.



Este procedimento acaba criando duas categorias diferentes de pessoas: os Válidos, frutos desta combinação genética planejada, com raras doenças genéticas; e os Inválidos, frutos de nossa interação sexual usual. Aos Válidos são oferecidos os melhores empregos e as melhores oportunidades enquanto que os Inválidos chegam a ser impedidos de frequentar determinados locais.A história do filme é a de dois irmãos Anton e Vincent, um concebido da maneira natural e o outro manipulado geneticamente.



O Inválido, tem várias doenças genéticas e, ao ter seu DNA examinado quando nasce, já tem uma data prevista para sua morte. Contudo, o garoto sonha em viajar ao espaço - emprego impensável para alguém com seus problemas - e vai buscar todas as maneiras possíveis para superar suas limitações ao mesmo tempo em que tem que esconder de todos que é um Inválido.



#5 - Robocop ( 1987 )





Robocop, o policial do futuro contava a história de Alex Murphy, um policial que atuava nas ruas de Detroit. Após uma perseguição aos suspeitos de um roubo a banco, Alex é brutalmente trucidado ao chegar na Velha Usina (local onde a quadrilha se escondeu), tendo sua mão direita estourada e logo depois seu braço direto arrancado com tiros de armas e seu peito fuzilado, e ainda vivo levara um tiro certeiro no crânio dando assim o fim de Murphy pela quadrilha do maníaco Clarence Boddicker.



Dado oficialmente como morto, Alex é transformado pela OCP (Omni Produtos de Consumo), uma poderosa multinacional instalada em Detroit, em um moderno e poderoso cyborg de combate ao crime, batizado de Robocop, dotado da mais alta tecnologia e poder de fogo. Robocop assume o papel de defensor da lei e da ordem nas ruas da decadente Detroit, que está carcomida pelo crime e pela corrupção. Mas Robocop acaba sendo atormentado pelas lembranças de Alex Murphy, sua verdadeira identidade. A partir daí, tem início a uma caçada sem tréguas aos seus agressores. A vingança torna-se sua principal diretriz.



#4 - BladeRunner ( 1982 )





Los Angeles , novembro de 2019. O ex-policial e ex-Blade Runner Deckard recebe a missão de eliminar um grupo de replicantes (andróides semelhantes a humanos, mas fisicamente aprimorados) revoltosos da nova geração Nexus 5. A caçada aos replicantes Nexus 5, seu envolvimento com a Rachael (que ele descobre também ser replicante) vão ocorrendo numa seqüência crescente em intensidade, que o faz questionar seus próprios conceitos, e, na visão do diretor Ridley Scott, até a própria identidade de Deckard é questionada…



A maioria da população trocou a terra pelo Espaço, deixando para trás, para povoar o planeta, somente os desajustados e decadentes. Infiltrados nesta estranha e abandonada sociedade estão quatro replicantes, criaturas dotada de extraordinária força e inteligência, concebidas em laboratórios e praticamente indestinguíveis dos seres humanos. Programados para executar trabalhos servis nas colônias terrestres e usados em missões especiais pelas forças militares, os replicantes estão proibidos de voltar a Terra sob pena de destruição.



Estes replicantes seqüestraram uma nave espacial, assassinando toda a tripulação e, neste momento, estão em Los Angeles passando-se por seres humanos. No início do século XXI, a corporação Tyrell aprimorou os robôs à Fase Nexus, ser idênticos a um humano, chamados Replicantes. Os Replicantes Nexus superavam em força e agilidade e igualavam-se em inteligência aos engenheiros que os projetavam. Eram usados como escravos na exploração e colonização de outros planetas.



# 3 - The Matrix ( 1999 )





Matrix tem como tema a luta do ser humano, por volta do ano de 2200, para se livrar do domínio das máquinas que evoluíram após o advento da inteligência artificial. A humanidade cobriu a luz do sol para cortar o suprimento de energia das máquinas, mas elas perceberam que cada ser humano produz, em média, 120 volts de energia elétrica, e começaram a cultivá-los como fonte de energia. Para que o cultivo fosse eficiente, os seres humanos passaram a receber programas de realidade virtual, enquanto seus corpos reais permaneciam mergulhados em habitáculos nos campos de cultivo. Essa realidade virtual, que é um programa de computador ao qual todos são conectados, chama-se matrix e simula a humanidade do final do Século XX.



Há, porém, perto do calor do centro da terra, uma última cidade de seres humanos livres, que mandam missões em naves para combater as máquinas. O líder de uma dessas missões é Morpheus, um visionário que vislumbra em um dos habitantes da matrix o "escolhido", que vem a ser Neo, vivido por Keanu Reeves.



Em sua saga, Neo atinge o status de escolhido, no sentido messiânico da palavra, ao ressuscitar e conseguir, dentro da própria matrix, controlar o programa e derrotar os mecanismos anti-virus, personalizados por agentes vestidos de terno e óculos escuros. Do ponto de vista do programa, os humanos livres são os vírus do planeta terra.





# 2 - Clockwork Orange - 1971 ( Laranja Mecânica )





O filme se passa numa época que se acredita ser um futuro próximo e Alex (Malcolm McDowell), o protagonista, é o líder de uma gangue. Alex tem como diversões a ultraviolência, estupros e música clássica (especialmente Beethoven).



Suas transgressões à ordem social o levam à prisão e de lá a um tratamento experimental de reabilitação, servindo, deste modo, como cobaia. A partir daí, o filme mostra as conseqüências do modelo de reabilitação utilizado. O filme acaba de maneira totalmente kubrickiana, na qual não se sabe se o protagonista voltou a ser o que era ou não. ( Dirigido por Stanley Kubrick )



# 1 - Metropolis ( 1927 )





O enredo é ambientado no século XXI, numa grande cidade governada autocráticamente por um poderoso empresário. Os seus colaboradores constituem a classe privilegiada, vivendo em um jardim idílico, como Freder, único herdeiro do dirigente de Metropolis.



Os trabalhadores, ao contrário, são escravizados pelas máquinas, e condenados a viver e trabalhar em galerias no subsolo. Em meio à miséria dos operários, uma jovem, Maria, se destaca, exortando os trabalhadores a se organizarem para reivindicar seus direitos através de um escolhido que virá para os representar.



Através de cenas de forte expressão visual, com o recurso a efeitos especiais, algumas se tornaram clássicas, como a panorâmica da cidade com os seus veículos voadores e passagens suspensas. Alusões bíblicas, mistério, ação e romance, completam o leque que envolve o público e o mantém em suspense até ao final.



À época, Metropolis impressionou tanto Hitler que, quando ele chegou ao poder, solicitou ao Ministro Goebbels que abordasse Lang, convidando-o a fazer filmes para o partido nazista. Enquanto Thea Von Harbou, sua esposa à época, mergulhou no projeto, Lang evadiu-se para Paris, onde chegou a produzir filmes de conteúdo antinazista, passando-se posteriormente para os Estados Unidos, onde faleceu.



A obra demonstra uma preocupação crítica com a mecanização da vida industrial nos grandes centros urbanos, questionando a importância do sentimento humano, perdido no processo. Como pano de fundo, a valorização da cultura, expressa no filme através da tecnologia e, principalmente, da arquitetura.


http://cinemaafinseumadosedewhiskeyporfavor.blogspot.com/2007/10/top-10-filmes-distpicos-de-todos-os.html


Read More